quinta-feira, 11 de junho de 2009




Ler poemas, não me faz poeta
Me emocionar, não me faz mais gente
Ficar engasgada com os poemas
De poesia poética
É rodopiar no olho do redemoinho
Engolir poeira cintilante
Ficar sentindo na ponta da língua
As estrelas que se desprendem do céu da boca
E escorrem pelo corpo....

24 comentários:

Vivian disse...

...a função do poeta
é realmente fazer com
que dancem estrelas
nas emoções de quem o lê!

linda é você!

bjbj

Vivian disse...

....ahhhhhhhhhh
assim não vale!!!

um coração de 203 anos
não pode ser testado
com tanto amor...rsss

emoção mata, viu lindeza?

linda, querida, sensível,
amiga e fiel é você que
me presenteia todos os dias
com bandejas de carinho.

adoro

adoro

bju

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

"Engolir poeira cintilante
Ficar sentindo na ponta da língua
As estrelas que se desprendem do céu da boca
E escorrem pelo corpo....",
mulher isso é poesia pura e da mais alta qualidade! E eus empre leio seus comentários no Tossan, dizendo que não é poeta! É sim, eu lhe garanto.
Paula:
Sei que não gosta de mim, mas eu a convido a ir a um Blog meu comemorar o aniversário da Vivi, com champanhe, morangos e a Vivi na capa de uma revista! Veja só que raridade eu achei e ela nunca nos contou que era modelo! Vá conferir no Blog AMOR:
http://blogrenataamorr.blogspot.com
Um abraço, com carinho,
Renata Cordeiro

Maria Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Dias disse...

Sentir as estrelas q se desprendem do céu da boca e escorrem pelo corpo(bonito isso hein?)Ah isso já é poesia!Vc é sim uma bela Poetisa!rs...

P.S.Sim vc é tb visceral mas não assusta pq tem mais doce que o ácidez nas tuas palavras...Tenha certeza disto moça!

Bom feriado!

Maria

Blue disse...

Poetisa Andarilha!

Ler seus poemas,
Me faz viajar pelas estradas,
Qual feito andarilho,
A procura de estrelas,
Que do firmamento se desprenderam.

Bom feriado, ótima quinta e aguardemos então a continuação, pois em reticiências acabou!

Mai disse...

Eu sempre fico 'encantada' quando te leio - primeiro porque és original em teus temas - escreves com um desprendimento que fascina. Ora é um tema repleto de regionalismos ora um tema romântico, ora tomas caminhos da pura poesia e, sempre instigas teus leitores.

Aqui há uma consciência cósmica que é retratada na tua poesia que pretende dizer-te não poeta, também.
(risos)
Tudo bem mas foram lindas as tuas palavras.

Beijos, amiga.
Fica bem.

Mai

Everson Russo disse...

Quando li seu comentario já pensei,xiii,hoje vou me alongar no Pensamentos,dai li o comentario do Blue,chego aqui,vejo as estrelas vermelhas,lembra que falamos delas uma vez? Numa loucura de sonhos,coisa e tal, bom,vamos lá,quando se le um poeta,e com ele divaga num sonho,num mundo distante,num infinito interior, e mais, entende a sua maneira o a maneira dele, voce acaba sendo poeta do poeta, porque não? Quando uma estrela se desprende do ceu da boca e escorrem pelo corpo, é o mesmo que se desprender do ceu e cair no infinito do mar rebuscando a dimensao do amor, perdido ou encontrado, sei la, quando voce comentou assim no Livro, o interessante foi justamente isso que pensei ao escrever, dessa vez nao foi tradução, foi sintonia, bingo, em cima da mosca, dai vem o comentario do Blue, usando outras palavras pra falar a mesma coisa, achei super legal, e ele tambem escreve maravilhosamente bem, tem um sentimento, uma emoção, assim como voce, agradeço sempre por ter encontrado voces como amigos, tem me feito muito bem, e que nossas estrelas se despreguem dos ceus e caiam num mar, num corpo inteiro, num coração, e que o amor seja possivel um dia....beijos na alma e uma linda quinta, por aqui feriado sim, um santo que nem sei qual é, sao tantos que eu prefiro acreditar só em Deus....mas to a toa...rs..rs...beijos.

Uma aprendiz disse...

Bom dia, poetiza!

Que delícia.
Adoro vir aqui.
Adoro te ler.
Adoro você.

Obrigada por me visitar e por deixar nos meus blogs algumas
estrelas que desprendem de ti.

Deus te abençoe, sempre.

beijos

Opuntia disse...

"As estrelas que se desprendem do céu da boca" iluminam os nossos dias e noites. E as estrelas que se desprendem do seu teclado dão luz ao seu blog.

Lindo poema.


Bjos

Francisco disse...

Essas estrelinhas que se soltam, voam até aqui no extremo sul, e tocam de uma maneira incrível!
Um beijão, minha poetisa!

Avassaladora disse...

Paula, vc me fez recordar daquele filme, "Como Água para Chocolates..."
Filme mexicano, de Alfonso Arau...

Engolir estrelas cintilantes...

O filme é recheado de uma imagem poética maravilhosa...

Assim é seu poema!


Pelo que acampo de vc, ultimamente vc tem se superado!

E que ganha somos nós, que podemos nos embriagar de tanta poesia...rs


Beijos na alma...

Blue disse...

Pois voltei,
pra recolher,
as estrelas,
e devolvê-las,
aos céus!

Fui contá-las agora,
numa linda noite fria de outono,
e não é que estavam faltando,
as que pelo teu corpo escorreram!

Agora podemos dormir,
a Andarilha poetisa,
o Poeta Mineiro
e eu como costumaz leitor,
pois todas estão novamente no seu lugar!

Beijos

KrystalDiVerso disse...

Há quem diga que o Poeta é aquele que lê!... Talvez sim, talvez não, quam sabe!... Poeta mesmo é aquele que sente, não tem vergonha de sentir nem de revelar seu admirável sentimento!... Depois há ainda os outros poetas... aqueles que voam por esse infinito fora, tocando sensibilidades só ao alcance de seu admirável dom, de sua admirável pureza de Poeta!... Talvez seja o Poeta capaz de espalhar essa poeira cintilante que faz voar, também, quem suas palavras toca, quem seu sentires decifra!...

Escolha entre... beijos e abraços

Amarísio Araújo disse...

Paula,

Você tem poesia na alma e vive compondo estrelas,dessas que entram em nosso corpo e iluminam o coração e a alma.

Que o seu feriado tenha sido bom e que amanhã seu dia seja,especialmente, repleto de romantismo.

Beijos carinhosos.

O Sibarita disse...

OI dona moça! Mas, ser poeta é isso tudo, né não?

Vc escreve maravilhosamente, então, eu ao lê-la me sinto um poeta também, embora, na relidade eu não o seja.

Eita moça para escrever!

Demais, entendido... kkk

bjs
O Sibarita

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Ler poema não faz poeta, mas escrever sim, bela poetiza!

Beijos e borboleteios

Nanda Assis disse...

ô linda vc é uma das poucas poetizas que eu adoro!!! vc é boa nisso pode crer.

bjosss...

Pedro Ivo disse...

Você é minha paixão, seus poemas são minhas paixões.


Beijos.

O Profeta disse...

Um areal morno acolheu
Teus passos ávidos da chegada
Caminhas na procura das marcas
De uma espera desencontrada

Calmaria!
A bonança reivindicou o Sol no celeste
Uniram-se os pedaços de rasgada vela
Tua alma retomou o sonho adiante


Bom fim de semana



Mágico beijo

Everson Russo disse...

Bom dia,tudo de mais lindo pra voce por ai, muito sol e praia, muito mar e carinho, um feliz dia dos namorados pra ti...beijos na alma...

tossan disse...

Paula você ladeia a poesia, sente nas estrelas, as vezes fora de foco mas só na foto na tua alma não. Beijo

Jéssica V. Amâncio disse...

lindo!

rascunhomusical disse...

Quem sabe poeta seja qualquer um no momento em que faz poesia! Talvez poeta seja movimento, assim como água parada é lago e água corrente é rio... poesia é rio e como rio tem de fluir... agora, num momento, fluimos. Fomos poetas. rs