quarta-feira, 17 de junho de 2009

Por esses dias me apaixonei. Suspirei! Fui dormir apaixonada, foi bom. Pensei ter sonhado e que ao abrir os olhos não estivesse sentindo nada. Fiquei a manhã seguinte ainda apaixonada. É um sentimento muito bom. O corpo pensa que o amor existe. Que está ali, que pode ser tocado. Que o sorriso pode ser visto. Que as mãos podem ser sentidas. Que o abuso, a cara feia, o mau humor com uma conversa podem ser contornados. O amor pensa que pode tudo. Mas estou cansada de amores impossíveis. Sonhados, distantes, imaginados. Estou cansada das pegadinhas que meu coração me apronta. Ele me faz acreditar que é o improvável é provável. E eu me pego alimentando ele, o amor. Porque quero que cresça essa sensação boa. Quero provar, tocar de leve a língua para não me queimar. Porque borbulha o sangue. O corpo aquece. O vulcão em mim volta a funciona.r As lavas escorrem, levando a sensatez, a razão. Ficam as tão faladas borboletas no estômago. E as estrelinhas dos olhos brilhando, saltitando. A imaginação .Preciso acordar...ainda estou sonhando. Mesmo sonhando sentimos o corpo .Querendo, chamando, se dando. Preciso viver!

36 comentários:

Blue disse...

Paula, quem não precisa viver...
acho que apenas quem já foi...
Preciso acordar... também.
Quero também... com urgência.
Minha alma reclama.
Meus olhos choram... apenas.
Complicado.
Sei lá.
Palavra certa é tristeza.
Beijos

Nanda Assis disse...

qndo esta vontade de amor nos toma, ficamos assim mesmo, inspiradas, romanticas, sabe paula vc, me identifico sempre com seus textos, suas palavras, são doces verdadeiras e suaves.
tbm preciso viver!!!

bjosss...

Van disse...

Amando, mesmo que "impossivelmente", se vive... =)

Allyne Alves disse...

Viver Paula!

Amar, errar, acertar...e Viver querida, mesmo que seja um momento que tenha o valor de uma vida, ou uma vida que tenha o valor de um momento não importa, o importante é viver!

Beijoos

Avassaladora disse...

Paula, amiga querida...
Vc é a amiga certa nas horas incerta...


Vc, quanda fala do amor ou sobre o amor, vcme deixa com a sensação de déjà vú...

Como vc mesma diz...

Me vejo em seus poemas...

Eu queria apenas parar de pensar que o amor pode tudo...

Ele não pode, e sempre deixa a gente indefesa...


Beijos e uma ótima quinta para vc!

Everson Russo disse...

Eu tambem já dormi e acordei assim, é muito bom, é gostoso, é uma sensação indescritivel, o mais interessante que enquanto estamos sentindo o amor, e recebendo da vida o amor, ele é sim perfeito, inatingivel, forte, ele é tudo, traz boas sensações, uma leveza estranha, conflitos e emoções internas no corpo, alterações de tudo, olhar,sorriso, suor, medo , desejo, ele entra na sua casa arrumada e troca tudo de lugar, faz aquela bagunça e depois vai embora, o meu maior problema hoje é justamente não conseguir sentir isso tudo novamente, meio que cachorro mordido de cobra tem medo de mangueira no quintal, e não é pretensão minha, dizer que sou forte, que supero o amor, nada disso, é dor mesmo, ficou uma marca, e não consegui sentir de novo, por isso ando, vagando e divagando em escritas malucas que faço, e viajando nos poemas dos amigos, mas sempre com a vacina a mao...rs..rs...mas é muito bom sentir isso tudo, muito bom...beijos carinhosos e um lindo dia pra voce, cheio de paz...

Pelos caminhos da vida. disse...

Todo sentimento precisa de um passado pra existir,a amizade não.
Ela cria como por encanto um passado que nos cerca,ela nos da a consciência de havermos vividos anos a fios com alguém que a pouco era um estranho,ela supre a falta de lembrança como espécie de mágica.

Bom dia Paula.

beijooo.

LOURO disse...

Querida amiga Paula:

O sono comanda a vida, e o amor é um mal necessário...

preciso acordar... ainda estou sonhando
mesmo sonhando sentimos o corpo
querendo,chamndo,se dando
preciso viver!

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Diego Gonçalves Amaral disse...

Será que o corpo sente o que a mente imagina? Sempre digo que o amor -numa visão menos poética- é a capacidade de tolerar os defeitos da outra pessoa, as pegadinhas fazem parte de um conjunto de erros e aprendizagens!

Bj!

glória disse...

Paula, vou ser bem "cumadi" do interior, bem mulherzinha, vou dar conselhos. primeiro: eu sempre sonhei, me encantei, me deixei navegar em sensações e tive que, em muitas vezes, mudar o foco da minha energia e dos meus desejos. A sensação que temos, quando percebemos que não era bem aquilo, que projetamos sim o amor que nos habita, é de desistir dessa vida que flui, desses sonhos que navegam.E acabamos fechando algumas janelinhas de percepção e de sensibilidades; desse modo deixamos gurdado o que temos de mais bonito: a expressão espontânea do encantamento. Posso te dizer: eu encontrei um amor lindo, desencontrando outros. Cansando é certo mas, movendo-me numa certeza que o amor que me povoa com certeza encontraria outros torrões de terra. Fértil e ávido para 'plantar" como eu e assim se deu. Isso mulher! Continua assim tão poética, tão fluida que o amor chega! depois, quero saber! bjs

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

vamos jogar fora as vacinas do medo e sentir as vacinas do amor,é bom.
tb sonhei e sonho sempre,mesmo q quebre a cara, nao qero deixar de sonhar!!
vivo mudando o blog,kkk. como uma boa leonina do 1 decanato,canso de mesmice,kkkk

bjs Paula,adoro suas escritas!!

Maria disse...

Mas o amor, Paula, pode quase tudo...
É lindo este poema!

Beijos
(tão próxima de ti, às vezes me sinto...)

Marcos Campos disse...

Olá Paula!!
É muito legal quando a gente se sente assim!!
Viva isso tudo com intensidade!!
Obrigado pela visita e comentário lá no blog...vi que vc gosta de fotos tbém!!
Bj

mundo azul disse...

_________________________________

...não acorda, não! Deixa dormir mais um pouco...Sonhos bonitos devem ser prolongados!


Lindo o seu poema! Que seja logo, uma realidade...


Beijos no coração!

________________________________

O Sibarita disse...

É! Repare dona menina, que o impossível pode se tornar realidade...

Mas, oi as vêzes nós é que tornamos o possível no impossível, por medo, por insegurança, por não saber o que quer, por indecisão, por não acreditar no nosso potencial, por não fazer fé em nós mesmos e ai achamos que a outra parte é dificil, ou seja, jogamos tudo isso nos ombros do outro (a) que queremos, né isso não? Perceba...

Melhor fazer pedido para Santo Antonio! kkkkkkkk

Bem o Sibarita me disse que a moça é apaixonada mas tem medo de assumir, ai Jesus! Assim não dá, né? kkkkkkkkkkkkk

Um beijo
ZéCorró
(substituto momentânio do Sibarita, mas, se ele der bobeira eu tomo o blog dele, fique na sua, diga nada a ele não, viu? kkkkk)

Simples Assim... disse...

"E as estrelinhas dos olhos brilhando..."

Eu li as entrelinhas dos olhos brilhando, só depois que vi que eram estrelinhas. Acabei pensando no quanto há entrelinhas em olhos que brilham. Obviamente há muitas "declarações" bem expostas, afinal não há nada mais claro que olhos que brilham, mas o que há por trás da claridade? Alegria, esperança, lágrimas de tristeza. É, uma lágrima que está pra cair também faz os olhos brilharem e uma lágrima pode carregar tanta coisa, tão diversos sentimentos... Voei denovo.

Mas nem era isso que eu queria dizer. Gostei muito da primeira estrofe. Às vezes penso que levamos o amor muito a sério. Às vezes penso que nos levamos muito a sério. Talvez brincadeiras possam acabar mais concretas e reais que as "verdades" que criamos pra nos sentir menos solitários.

Bjs de admiração.

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Tudo bem minha querida?? Não acorda não, é tão bom somhar e sonhar dessa forma também é viver,mas se acordar, sonha do mesmo jeito.Ou cante como Ângela Rô Rô:

"Eu vivo a vida a vida inteira
A descobrir o que é o amor
Leve pulsar do sol a me queimar
Não penso ter a vida inteira
Para guiar meu coração
Sei que a vida é passageira
Mas o amor que eu tenho não"

Beijos!!!

Francisco disse...

Viva cada momento do sonho. E quem disse que existe amores impossíveis? Só quando não queremos torná-los reais.
Um beijão!

Dois Rios disse...

Deixe-se levar, Paula! As vezes precisamos fechar os olhos para o medo e nos entregarmos ao deleite do amor. Qualquer instante de felicidade vale todas as penas.

Beijo,
Inês

Paulo Palavra disse...

apaixonar-se é sempre bom. nunca desista!!

MR disse...

QUERO TAMBEM!!
Quero mil borboletas no estomago, pode ser até em estado de larva mesmo, para me deixar enjoado, zonzo, sentir aquele mal-estar que dá calafrios, quando na verdade o coração da gente tá disparado e os olhos só conseguem ver o rosto da pessoa amada em cada poste que se olha, como se tivesse um cartaz de "procura-se" com aquela pessoa...
e vou parando por aqui. Hora de pegar "O carro" e ir para casa. É o jeito!

Blue disse...

Preciso acordar e deixar a razão de lado e viajar. Mas não é fácil. Quanta crueldade faço com meu coração!
O estômago...... será gastrite? Melore se fossem borboletas!

Beijosssss

Blue disse...

Preciso acordar e deixar a razão de lado e viajar. Mas não é fácil. Quanta crueldade faço com meu coração!
O estômago...... será gastrite? Melore se fossem borboletas!

Beijosssss

Leo Mandoki, Jr. disse...

eia!!! dormir apaixonada e acordar mais apaixonada ainda é caso literario viu!!!
vc esta sp apaixonada né? me explica como é possivel
beijos

Gilbamar disse...

Mesmo que o amor humano não seja como esperamos e queremos esses instantes de ansiedade que nos levam a sonhar não podem ser desperdiçados, precisam ser estimulados e vividos. É isso, em parte, que dá sentido à vida.

Poético abraço.

Simples Assim... disse...

Paula, vc tem toda razão. Eu realmente me sinto à vontade pra comentar seus textos. Senti seu desprendimento em relação a seus escritos logo de cara e a cada vez que venho aqui mais tenho a sensação de conversa descontraída entre duas pessoas que se entendem, de uma forma ou outra. Bjs, querida.

Pena disse...

Amiga Linda:
Num notável e sensível poema apetece-me, somente, dizer uma "coisa", pedindo desculpa: VOCÊ é um docinho lindo, entendeu...?
Sim! Não tenho mais nada a dizer.
Tenho um novo Post.
Não aguentei mais. Senti uma dor existencial.
Beijinhos. Muitos!

pena

OBRIGADO!

Linda...

Everson Russo disse...

Acabei de sair do Blue direto pra cá, e li seu comentario lá, "enfim um poema novo", pois é, cade o meu poema de hoje? rs..rs..rs...vou aguardar calmo, sereno e desejando a voce um lindo dia de sexta feira, muito carinho e muito amor, e um final de semana cheio de poesia e paz, leve meus beijos na alma e atualizando me avise....

Sol da meia noite disse...

E o amor tudo pode, amiga.
Temos que acreditar que sim, que quando é chegado o tempo do amor, tudo se torna possível.

Um lindo fim de semana te desejo :-)


Um beijinho *

Cadinho RoCo disse...

Vulcão sem erupção não é vulcão que se preza. Portanto, solte a larva e deixe que o amor em brasa flua morro abaixo minha cara.
Cadinho RoCo

Cris Vieira disse...

Lindo texto Paula. Todos queremos amar e ser amado. E sentir essas sensações eternamente, mas cada amor tem seu tempo, como disse o poeta"que seja eterno enquanto dure.." seja por uns instantes ou por uma vida inteira.
Muito amor para vc sempre.
bjs

Uma aprendiz disse...

Oi, Paula

Sou sonâmbula. Adoro isso!
Não quero acordar porque quando abro os olhos passo a cobrar do outro o mesmo amor.

Por favor, continue dormindo, quem sabe nos encontremos nos sonhos e faremos uma reunião de "sonâmbulas anônimas". kkkkk

beijos, lindinha
bom fim de semana

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!!Hoje só passei para lhe desejar um ótimo fim de semana.

BJS

ceraunavolta disse...

Amar dá um trabaaaalho...

simplesmenteeu disse...

Gostei de vir conhecer.
Sempre precisamos de sentir a paixão, é ela que dá encanto à vida.
E, mesmo quando não passa de um sonho, de uma paixão distante ou impossivel, mesmo assim, tudo ganha encanto e novas cores. Sempre vale a pena!

Beijo terno

Daniel Savio disse...

Aff, que disse que a vida não pode ser um sonho (mesmo um quente)?

Mas espero que você tenha um sonho real...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.