sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Gente que é gente

(Jardim Botânico - RJ)



Gente que é gente
De carne e osso
Virtual real, real real
Que toca músicas dentro da gente
Que faz coreografias na mente
Que embala o coração

Ainda tem gente que sabe ser gente
E que me ensina a importância de ser um pouco mais - gente
Gente que toca
Com dedos invisíveis
Com dedos reais e quentes
Com olhar atento
Que dança um dança muito especial
A dança do carinho
Os passos do cuidado
Com a leveza do sorriso

Gente que sabe que para ser gente
Precisa dançar junto
Harmonizar os passos
Lembrar do outro
Que está a frente, que vem atrás
Que está lado a lado

Gente que descobriu
Que sem ter o toque de carinho
Do cuidado, do olhar atento
A dança da vida não flui


--------------------------------------------



Corredores que passo, e sinto que eles passam por mim
Tem guirlandas nas portas ( Natal se anuncia, e eu ali), luzes no teto
Medos, receios, insegurança caminham lado a lado
Papai Noel enfeita a sala. Os olhos tentando ver os detalhes
Sorrisos, amabilidade, mãos que acariciam o rosto.
Esperança, lembrança, carinho, caminham comigo e me dão força
Gente, ah!, gente enfeitam a sala, os corredores, o quarto, a mente.


Gente que está cuidando de gente, com muito zelo e cuidado.
Podia ter um som tocando, por um segundo pensei. Mas tinha os sons das vozes.
Os sons dos sorrisos que tocavam nas fibras do coração. Harmonizando o ser.
Fazia tempo que não encontrava tanta gente amável, sorridente, atenciosa.
Me impressionou. Me emocionou.
E o meu mau humor da semana? E o meu sorriso?Em quantas vidas interferiu?
Um sorriso modifica vidas. Uma palavra de aconchego abranda dores físicas e espirituais.


O corredor passa. A vida passa. Passa eu.
Não vejo tudo, não escuto tudo, não sinto tudo.
Me sinto acompanhada. Dos presentes e dos ausentes.
Na mente, tenho gente. Escuto, converso. Me sinto tocada.
O telefone toca. Pessoas lembraram de mim.
Me tocam. Tantas formas de carinho.
Vozes que escuto. Reais, imaginárias.
Vidas que se entrelaçam, porque escutam com o coração e olham com a alma.





25 comentários:

Blue disse...

O Natal se aproxima e com ela a virada de ano.
Os ausentes se fazem presentes
e dos presentes apenas dizemos obrigado!

Beijossssss

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mai disse...

Ah! Amiga, que bom que voltou a ouvir e já está ai postando novos textos e, certamente sorrindo apesar dos 'ais e uis'.
Cuide-se bem, 'bichinha' e não se emocione tanto. Tem muita gente que ainda sabe cuidr, não é? E você merece os melhores cuidados.
Que bom, Paula.Estou feliz.
Saúde amiga e excelente recuperação.

Marcelo Mayer disse...

matisse para ilustrar este belo texto. gente que saber ser gente é corrompida pela gente que não gente

tossan® disse...

Que coisa linda Paula...Um bailado a céu aberto e cheio da tua bela poesia. beijo

Franzé disse...

Lindo menina.
Adorei a foto tb, diferente.

Bjos menina, gente como agente.

myra disse...

sempre, e sempre voce escreve, siz, mostra, coisas belissssimas!
beijos

O Sibarita disse...

Natal é vida, é paz, é reflexão!

Gente é para brilhar, faça fé!

bjs
O Sibarita

Everson Russo disse...

Toda gente que passa pela gente, escreve no coração da gente, historias que nem mesmo a gente entenderia se fosse gente. São tantos caminhos, tantos lados que o mundo nos dá, e conhecemos tantos carinhos e corações, tantos novos acordes e sorrisos que por mais que a gente queira desisitir, sempre tem gente que ajuda a gente dizendo que vale a pena a gente ser gente...e fim....seu post nem precisava eu só viajei junto contigo....como disse, o Natal chegando vamos ficando mais sensiveis, mas um ano tentando renovar a esperança que ja nem acredito mais que ele não terá um dezembro como todos...um beijo e um lindo sabado pra ti...tenho notado sua ausencia...não ta abrindo o blog por ai ou eu não to mais escrevendo como antes? rs.rs.rs...beijos no coração

Dois Rios disse...

Excelente, Paula!

O período natalino no deixa mais suscetíveis, reflexivos e melancólicos.
Há que dançar a vida, o amor e a amizade. Há que cuidar, olhar, dividir, solidarizar. Há que ser e ter gente no mesmo compasso do nosso coração. Que assim seja!

Beijos,
Inês

Multiolhares disse...

Não sei se gostei mais do poema se do que escreveste a seguir, mas penso que tudo se resume ao teu ultimo paragrafo
"Vidas que se entrelaçam, porque escutam com o coração e olham com a alma."
Só quando deixamos a alma falar através do coração a harmonia da vida e sentimentos acontece.
beijinhos

walter disse...

Paula, que coisa liiiinda...
Um hino à vida, ao amor incondicional que tens pelo ser humano. Parabéns!
Bom-fim-de-semana
Beijo

walter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Dias disse...

Gosto de gente que é gente(feito vc!)Tb gosto de ser tocada e pra ser tocada nem se precisa estar perto não é mesmo?Ah, esta tua imagem é uma das minhas preferidas(meu querido jardim Botânico!)estive por lá ontem e dancei com estas belas meninas vou publicar umas fotografias justamente de lá amanhã no Avesso!Vc está convidada viu?rs...

Beijao!

Anônimo disse...

que é isso portuga?

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

A Vida é muito mais que o ver: é o sentir, é respirar gente, viver a bondade e acreditar nela.

Teu poema faz refletir.

Qual a razão de estarmos aqui? Se não for para tocarmos o coração do outro, não me interessa aqui ficar :)

Maria disse...

Paula

O video que deixei no blog, de Jacques Brel, é cantado por Bethânia - sonhar um sonho impossível...

Bom domingo

Beijos

@philipsouza disse...

No periodo natalino tudo se transforma ne...os ausentes aparecem para reencontrar e matar as saudades...
gerações....

Paulinha voltando...
bjosss

Vivian disse...

...aqui é uma casa de GENTE.
e eu adoro entrar.

muahhhhhhhhh

EDUARDO POISL disse...

Que lindo!!!

"... E de novo acredito que nada do que é
importante se perde verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas,
dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei,
todos os amigos que se afastaram,
todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada,
apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Miguel Sousa Tavares

Abraços com todo meu carinho.
Um lindo domingo com muito amor e carinho

Unseen Rajasthan disse...

Fantastic post and beautiful words !! Thanks for sharing..Unseen Rajasthan

Anônimo disse...

e tem "gentes" que mexeremexeacabeçadagente......
lido por aí
bj poeta

Uma aprendiz disse...

Que lindooooo!

Amei.

Concordo com a Vivian.....

aqui é casa de Gente
é a casa Da gente
por isso gostamos
de passar por aqui.


beijos

Daniel Savio disse...

Natal, algo que nos faz pensar em sermos melhores, pena que a gente não o faça de forma que dure o restante do ano...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Jardineiro de Plantão disse...

Com post assim, fico com receios de comentar... mas vc já deu por isso... passo em frente, era o que ia fazer, mas retorci... voltei atrás e sempre escrevo, o problema meu, é que a sinto desnuda, transparente lhe sinto o mais intimo sentimento daí a dificuldade de comentar, no repassar do momento emocional e depois me pergunto, comentar o quê, como... se está tudo dito.


Gente que toca
Com dedos invisíveis
Com dedos reais e quentes
Com olhar atento
Que dança um dança muito especial
A dança do carinho
Os passos do cuidado
Com a leveza do sorriso


Comentar o quê!. Não sei comentar coisa assim, Vendo sentimento brotando, à flor da pele numa demonstração de carinho e ternura.

Um XiCoração muito carinhoso