sexta-feira, 13 de novembro de 2009

No quarto azul a luz dos olhos ainda estava acesa, não se apagara com a noite, nem com a solidão. O sol não tardaria a entrar pela fresta da janela, sem cortina, sem grades. Presa no quarto azul o rosto pálido refletia a vida, por trás da grade de uma velha emoção. Cuidadosamente levantou o braço esquerdo, puxou o carretel de pensamentos que tem enrolado no dedo indicador, colocou apoiado na fronte, respirou profundo. Instantaneamente, os olhos se fizeram rasos para suportar a água que vinha arrastando lembranças. Escorria pela ponta do nariz, mergulhava no pescoço e encharcava o peito. A dor dilacerante da saudade, imposta pelo silêncio, fez as barreiras dos olhos desabarem. No quarto azul, aquário sem ar, sem grades, sem janelas, escritos e lembranças boiavam na água salgada.

27 comentários:

Eurico disse...

Que coisa linda! O Sol acaba de entrar pela janela do meu quarto. Eu estava esperando por ele. Sgora sei onde fica o oriente da minha casa rsrsrs Não te assustes, é que tenho me ocupado a ler estrêlas e, ontem, procurando as Plêiades, dei-me conta que não tinha certeza do meu leste. Estava sen oriente, ou seja, des/orientado. Agora sei onde nasce o Sol. Hoje de noite volto às Plêiades (são meus novos estudos de poética zodiacal, kkkk)

Bom dia!

Ava disse...

Agora me dei conta do tamando do carretel de pensamentos que yenho enrolado no dedo...

Mas me nego a puxá-lo... me nego a deixar meus olhos rasos d"agua...me nego a sentir essa dor dilacerante... Já senti que chega... Agora é hora de ser feliz...

Paula, voce coloca tanto sentimento no que escreve, que chega a doer.. Essa dor, ao ler voce, é impossivel evitar...


Beijos, minha querida!

Gilson disse...

Paula

Super lindo, vc brincou com os elementos de uma forma impecável.

Bjs

Dauri Batisti disse...

Tu és boa em prosa poética, hem? Legal. Bela escrita.

Beijo.

myra disse...

fantastico, gostei imensamente das tuas metaforas!
beijos, querida Paula

Mai disse...

Ficou muito bom, Paulinha. Das contradições humanas não há grades e há aprisionamento. Este que teu texto revela é dos cárceres privados, o mais cruel.

Beijos, querida.

Everson Russo disse...

Uau mil vezes uau, quantas historias, quanto sentimentos ness quarto azul? menina que isso? que coisa mais linda, mais sentimental, mais amor, adorei o carretel de pensamentos no dedo indicador, maravilhoso isso, aqui eu fico pensando, definitivamente meu quarto não é azul, mas ele tem tudo, todas essas passagens do quarto azul, choros, escritos e lembranças, jenelas abertas por onde entra o sol, mas com toda certeza quem manda em poesia é a lua e sua madrugada infalivel e implacavel...beijos e um final de semana cheio de paz e amor....

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo Mayer disse...

olá, obrigado pela visita em meu blog. gostei de sua analogia quanto a elementos que cita no texto. gosto de ousadia e textos livres!!!

muito bom!

Vivian disse...

...lindo
lindo
lindooooo!

beijos, querida linda!

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Como vai?

A luz dos olhos, como dizem, é a luz da alma. Por isso ela insiste muito em não querer se apagar nunca... Ela é a nossa esperânça!

TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA!

BEIJOS.

Prof. Sergio Ricardo disse...

Nossa, pasmei com essas linhas.... saudade é um sentimento gostoso e ao mesmo tempo dolorido...mas que simplesmente nos remete ao pensamento, ao lúdico, à vida. bj Paulinha

A Magia da Noite disse...

às vezes o oceano que tanto ambicionamos é um aquário restrito de paredes de vidro.

Jardineiro de Plantão disse...

Que saudades essas... que lhe vão encharcando o peito... que pensamento esse para criar tal arroio no rebentar das comportas.

Pensamentos delicados os que escreveu enquanto " puxou o carretel de pensamentos que tem enrolado no dedo indicador"

Beijo

Cαmilα ♥ disse...

Paulinha, sou sua fã declarada!
Gosto muito de metaforas e voce as utiliza de maneira formidavel.


Um beijO

Hneto disse...

Percebe-se a angústia desta prisão, mesmo que seja um quarto e a porta e janela estejam abertas.

O Sibarita disse...

Não me diga isso fia! kkkkk As lembranças afloraram assim? Xii... kkkkkkkkkk

Oi, coração insone, é? kkkk Alivie ele olhando o sol que pinta aqui e aculá, oi que bom! kkkkkkk

Texto da zorra, bem redigido, bem dito da solidão... Ai Jesus! kkkk

bjs
ZéCorró

Nanda Assis disse...

nossa paula, esse foi p mim, pq foi tudo q vivo. amei de paixão.

bjosss...

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

passando pra deixar um xeru de boa noite!!depois vortu cum tempu!!saudade de ler vc, everson e todos os queridos blogamigos!!!

Daniel Savio disse...

Antigas paixões se tornam vicios, então por que não quebrar o aquário nem que seja com as próprias mãos?

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Uma aprendiz disse...

Pela data do texto, espero que já tenha passado essa sensação.

Adorei compartilhar contigo desse momento. Tudo que escreves me tocam.
Mesmo quando venho e não comento.
Mesmo quando seus sentimentos me roubam as palavras e saio muda e cabisbaixa.
Ou, noutras vezes, que mergulho no mesmo aquário.
Bom estar aqui.
Bom te receber por lá.

beijos, querida
bom fim de semana

Uma aprendiz disse...

Pela data do texto, espero que já tenha passado essa sensação.

Adorei compartilhar contigo desse momento. Tudo que escreves me tocam.
Mesmo quando venho e não comento.
Mesmo quando seus sentimentos me roubam as palavras e saio muda e cabisbaixa.
Ou, noutras vezes, que mergulho no mesmo aquário.
Bom estar aqui.
Bom te receber por lá.

beijos, querida
bom fim de semana

Olhos de mel disse...

Querida Paulinha; um jeitinho sublime e carinhoso de falar de uma coisa tão triste: a saudade.
Embora permeado de tristeza, doce e belo post!
Bom fim de semana! Beijos

Everson Russo disse...

Uai,,,não escreveu pra nós? que será que houve, a caneta vermelha acabou...rs..rs...o bloquinho sumiu....sei lá....um beijo e um lindo final de semana pra ti....

Betho disse...

Lindo texto Paulinha...
Bom final de semana lindinha.
Beijos
Betho

Maria Dias disse...

Gostei muitissimo de sua pequena cronica.Deveria nos brindar mais com maravilhas como estas...ADOREI!

Beijinhos

Maria

Ps.teclado configurado e faltando acentos...Sorry!

Sandra disse...

Ola Amiga!
Tudo bem??

VIM DEIXAR UM SELO BEM ESPECIAL PARA VC.
TE ESPERO NESTE ENDEREÇO.
http://sandraandrade7.blogspot.com/



Estou te aguardando, certo.
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
Venha participar desse momento.

Obs,.
Todos os selos estaram sempre no final da página e em dias diferentes.
Não se perca, venha que eu te espero.
Com carinho