quarta-feira, 27 de janeiro de 2010


Esse homem atravessou a rua lendo
Não podia parar...não podia parar a leitura
Pesqueira - PE



Série - A andarilha - 07.11.2009 (É uma série antiga, uma fome de ler....)


Tenho fome de comer tuas palavras. Mastigar cada letra, saboreando deliciosamente. Cada palavra deixar derreter na boca feito chocolate ao leite. E degustar as sensações.

Suas palavras não vão direto para a mente. Elas vão descendo pelo tubo digestivo e vão alimentando os órgãos, irrigando os pulmões, entram pela corrente sanguínea. Sinto subir pelos braços e descer pelas pernas. São quentes, hora aquecem, hora queimam. Parece dilatar veias e artérias. O coração vai bombeando emoção, bobeando emoção....e o cérebro vai ficando tonto, rodopiando a massa encefálica, produzindo sons, feito o carro de boi que passa na estrada de barro.

Fico minutos (que parecem horas) apreciando. Fico extasiada, pasma, muda. Seria possível calar diante da exuberância de tão belas palavras? Na impossibilidade da expressão, uma garra aperta a garganta, rasga o peito, o choro se debate querendo achar o caminho da liberdade.

Palavras não ditas, são palavras escritas. E a fome que rói o estômago, não se sacia, e busca mais. Mas esse estômago que digere palavras, já não ronca, para não assustar. Ele se contorce diante do esplendor do...do....do....conjunto de palavras, sonoras, visuais, auditivas e intensas.

40 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Bonito,Paula.Esse texto sobre as palavras, sobre a leitura, a sede do saber, de conhecer, que abre nossas mentes e corações. E por coincidência falei de palavras ontem. Parabéns.Beijos

Mai disse...

Com memórias assim eu te guardo, pensadora. Com a imagem de quem degusta palavras e digere pensamentos eu ilustraria um texto sobre ti. Abraços, Paula.

Everson Russo disse...

Essa fome que jamais se sacia,,,fome de absorver as palavras a essencia, a alma das pessoas, ,,,um intenso querer e querer bem mais,,,um beijo e um lindo dia pra ti,,,desde que nao me abandone...rs...rs...rs....

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

As palavras - ditas, escritas, sonhadas, amadas- têm um poder imenso.

Beijo!

=)

Vivian disse...

...sabes que não falamos
as palavras,
e sim são elas que nos falam.

e você é uma linda quando
deixa-se 'falar" com sentimento
em flor.

bj, querida!

Franzé Oliveira disse...

A leitura é uma viajem.
É um horizonte que se abre a cada palavra.
É um conhecer de sentimentos do outro.
É um diálogo com sua mente.
É um descobrir já descoberto.
É um repensar no dito já dito.
É uma reconstrução.
Simplesmente Adoro.


Beijos com ternura.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

Para qm ama as letras, belas palavras sao como música suaves q encantam nossa alma.
bjPaula e ótima semanaa!

myra disse...

ler, ler, palavras e mais palavras, belisssssssimo!
beijossssssssssssssssss

Prof. Sergio Ricardo disse...

NOssa, que interessante Paula... quem pudera nossos alunos encarassem a leitura com esta leitura. Ler deveria ser um dever e não obrigação aos nossos educandos. Lamentável. abraço e ótima quarta. bj

Marcello disse...

Adorei seu blog desde o dia que sem querer pousei aqui.

A composição de foto + poema sempre me fascinou e procuro fazer isso no meu blog, nem sempre com sucesso.

Parabéns.

A.S. disse...

Paula...

Como dizia Natália:

"Ó desnutridos do sonho,
a Poesia é para comer!...

Também as tuas palavras saciam...


Beijos!
AL

walter disse...

Hoje cheguei a casa mais cedo do trabalho. Vinha com fome... mas primeiro, dei uma espreitada aqui em teu espaço...
Confesso: depois do que li, passou a fome, estou saciado de poesia, encheu-me a alma.

É verdade! A poesia é para comer como dizia a Natália Correia, uma das maiores poetisas, escritoras e pensadoras Portuguesas de sempre...

Abraços

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dani Pedroza disse...

Essa foto me fez voltar a uma velha questão. O que é mais urgente? O que é mais importante? Levantar correndo pra ir trabalhar ou ficar observando o nascer do sol? Passar a madrugada conversando com um amigo ou dormir? Atravessar a rua ou uma boa leitura?

Não dá pra abrir mão dos compromissos, da responsabilidade, me diria algum sensato. Há tempo pra tudo, completaria. Mas da vida, podemos abrir mão? Podemos adiar aproveitá-la? Temos esse tempo? Afinal de contas, o que levaremos daqui? O que é viver afinal?

Esse homem pode ter achado algumas respostas. Um meio termo talvez. Mas eu aqui com meus botões ainda continuo procurando algumas respostas enquanto atravesso as minhas ruas.

Linda postagem, querida. Bjs.

Deusa Odoyá disse...

Olá Paula.
Concordo com o nosso amigo Everson, a fome da leitura, do dia a dia sem saber como abraçar o mundo.
Uma semana de muitas realizações e paz.
Beijinhos doces.
Regina coeli

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do blog Seara de Versos. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é ridículo da minha parte te mandar essa propagando control c control v, mas sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas no blog da Lídia Borges, ela inclusive é seguidora do meu blog, claro que ela faz isso mais por gentileza do que pela qualidade do meu texto, mas estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Blue disse...

Palavras tem força, mesmo as não ditas!

Bela foto..... vi vi nela!

Beijos

MR disse...

Parole, parole, parole, parole parole soltanto parole, parole tra noi
Ecco il mio destino, parlarti, parlarti come la prima volta
Che cosa sei, che cosa sei, che cosa sei,
No, non dire nulla, c'é la notte che parla
Bacci per te, Bella.
MR

SuNshyne disse...

Oi!
Sera que esse senhor da foto olho para os lados antes de atravessar a rua pelo menos??

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula...ele, este senhor ainda está vivo né? Espero que a leitura não o tenha atropelado no meio do passeio público...rsrs
Quando estou lendo fico um pouco assim muito desligado...as pessoas falam comigo e não escuto...perigoso ler assim no meio da rua.
Ainda bem que não faço isso,nãoiriaescutar buzinas e não iria ver carros, apenas me veria depois num hospital, lendo um livro de poemas é claro...rs
Fase mais que boa a da sua escrita...as vezes um momento assim como o deste senhor nos faz nascer idéias e preocupações pela integridade fisica do mesmo...rs
Um abraço na alma...bjo

Everson Russo disse...

Bom dia minha querida amiga,,,que sua quinta feira seja de paz,,,sorrisos e muito amor...beijos na alma,,,e pés na areia da praia...pra serenizar o coração....

Tatiana disse...

Eita...que você hoje se superou!
Que maravilha essa viagem no interior sedendo de...de...de... palavras que alimentem a alma!
Adorei!

Um beijo muito carinhoso

Maria Dias disse...

,Quando algo nos apaixona,nos toma,nos interessa de verdade abre-nos o apetite não?!Isso! Precisamos que algo nos desperte para q isso aconteça... Já me vi assim presa (enlaçada a uma leitura,a uma pintura,a alguém oualguma coisa).Este homem estava neste estado de transe talvez pois a leitura o enlaçava...rs...

Beijinhos

Maria

Pena disse...

Doce e Terna Amiga:
Fantásticas palavras ditas com ternura e encanto.
Lindo poema de maravilhar e enternecer feito pelas suas deliciosas mãos de ouro puro. Feita com o sabor belo do amor. Maravilhosa.
Que delícia de poema de entrega adorável.
Um poema sublime de encantar.
Bem-Haja, fabulosa amiga.
Adorei.

Beijinhos amigos de imenso respeito.
Sempre a admirá-la pela magia literária do que concebe com um génio ímpar.

pena

Parabéns, preciosa amiga.

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Bonitas fotos e bem detalhado o assunto.

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Tão bom deixar ser devorados por palavras.

Bela percepção, Paulinha.



BeijOs

Pedro disse...

O melhor é que a fome de palavras é insaciável.

Nanda Assis disse...

como senti falta da sua emoção!! eu tava sem net. amei este texto, vc expressa da melhor maneira nos fazendo sentir tbm o q vc sentiu qndo escreveu, mas fiquei curiosa p saber de quem vc tava falando, quem escreve e te faz sentir assim.

bjosss...

Fabiano Mayrink disse...

todos deveriam ter essa fome de palavras!

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso pra ti de otimo final de semana....

myra disse...

vim ver se tinhas algo novo, mas nao faz mal, leo e releo tuas palavras, e gosto muito mesmo, beijos e um bom w.e. para voce

Karl d'Jo Menestrel disse...

Caramba... Que calor colocado na escrita... se o da foto estava a ler este escrito, custa a crer que não foi atropelado... Tanta ternura no escrito colocada, que encanta por toda a maravilha da escrita dada pela imagem subliminar que todo o conjunto oferece.
Todo o texto são palavras de afectos etéreos.

Parabéns por tão lindas palavras.
Beijo fraterno

Lídia Borges disse...

As palavras... Como encantam, como traem!

Interessante, este texto.

L.B.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

A vida encontra seu significado nestes instantes assim.
Não precisam palavras, sá a trilha sonora do coração, cantando a música da alegria, em um repetir infinito.

Lindo final de semana para ti.

Olavo disse...

Minha amia estava com a mesma fome quando escreveu..muito mais muito bom.
Bom final de semana
Beijos

Branca disse...

Essa fome não quero perder jamais!!!
Excelente texto Paula, sua emoção salta a cada palavra escrita!!!

Bom fim de semana pra vc...bjo!

Zek disse...

Fome de ler .... talvez poucos entendem, talvez poucos conhecem, mas quem tem ... sabe, quem tem... devora, quem tem .... degusta, quem tem ... se compraz , quem tem ... vem.

Adorei o post, as vezes é bom não parar de ler !!

Daniel Savio disse...

Não seria a fome pelo sentimentos atrás desta palavras?

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

O Sibarita disse...

Ô beleza, tem é? kkkk Obrigado então por ter essa vontade... continue! kkkkkkkkkkk

É, a leitura tava muito interessante para o leitor da foto.

Fia ô fia! kkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita