sábado, 27 de fevereiro de 2010

Brasília



Esse é um local que você pensa: é aqui que o vento faz a curva.
No final só tinha eu, o cobrador e o motorista.

Quando estive em Brasília,o ano passado, vivenciei várias experiências, vários momentos interessantes, conheci muitas pessoas, conversei como muitos cobradores de ônibus, alguns motoristas de táxi, conheci jornalistas (blogueiros - 2 e não blogueiros 1), garçon que já tinha sido matéria de jornal, macaca que saiu também no jornal, uma experiência fantástica de ter sido adotada por uma família de lá que me acolheu na residência deles, conheci lugares turísticos, me deixei ficar no ônibus para ver onde ia parar.....descobri muito de mim. Mas tudo isso é para dizer que conheci Mauro Rocha, blogueiro que nunca pensei conhecer. Sabendo que eu estava em Brasília me mandou e-mail, endereço do trabalho e passei lá.
Essa semana Mauro me convidou a escrever um poema com o título – Poema do Amor Louco. Caso queiram conhecer o blog que ele criou e ler o poema, deixo o link e o convite.
Podemos fazer diferente, mesmo sendo chamados de pessoas virtuais. Porque somos,apesar de tudo, humanos e temos sentimentos.

24 comentários:

Nanda Assis disse...

é verdade amiga.
A vida real, apesar de ser menos segura, ainda é bem melhor.

bjosss...

Uelton Gomes disse...

Não sei se aconteceu com vc, mas percebi que quando eucomecei a fotografar passei a obeservar as coisas de outra maneira, a fotografia me touxe uma paz de espirito.

Lindas as fotos de Brasília.

Abraços

Andradarte disse...

A vida é cheia de contrastes.
Beijo

Daniel Savio disse...

Eu lembro das história do tempo em Brasilia, até a foto do senhor andando de costas...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Pena disse...

Linda Amiga:
Deslumbra. Arrebata.
É um encanto da natureza num sensível Post fabuloso.
Beijinhos de parabéns com o maior respeito e admiração.
Sempre a considerá-la entre os meus amigos preciosos.

pena

Ilaine disse...

Paula!
Que interessante devia ser sua estada em Brasilia. Nós tivemos somente duas horas para conhecer Brasília agora no verão, a caminho de casa. E foi justamente disso que senti falta: parar para conhecer pessoas da capital, sentir o povo, seu jeito, seus modos, sua vida.

Quem sabe um dia volto com mais tempo. As fotos são lindas!
Beijo

Pedro disse...

Não conheço Brasília, mas não sei se iria gostar também... rs

Memória de Elefante disse...

Paula!

Os contrastes nos ajudam a ter outra visão e a ampliar nossa perspectiva de vida.

Por trás desta tela sempre existe uma emoção que pulsa,saber filtrar...somos frágeis, sensíveis, simplesmente humanos!

Beijo

Maria disse...

Hoje apetecia-me fugir para aí. Não para Brasília...
Bom domingo, Paula, que aqui o temporal não deixa.

Beijo

walter disse...

São experiências como as que viveste, que nos projectam para dentro de nós mesmos. Henriquecemo-nos, passamos a melhor nos compreender e a compreender os que nos cercam.
Amei o poema, outra coisa não seria de esperar.

Um resto de um bom domingo

Beijo

EDER RIBEIRO disse...

Eu que já morei em Brasília conheço bem este dois mundos. Eu, qdo viajo, tb gosto deste roteiro feito por ti, para qualquer escritor, conhecer gente é essencial para os seus escritos. Bjos.

HSLO disse...

Eu pretendo conhecer esse ano.


abraços

Hugo

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula...com certeza nesta viagem você conheceu de perto os contrastes de Brasilia, aliás, os contrastes no Brasil, pois em todos os cantos de nossa terrinha isso fica visivel, ainda mais se deixarmos o onibus nos levar até o fim da linha...
Essa coisa do humano mexe comigo, até porque o que temos de melhor está na nossa própria humanidade, em nossa maneira de ver e de viver a vida, de olharmos o próximo e a nós mesmos também...
Ser virtual aqui é apenas um detalhe circunstancial...
Teclados são digitados por mãos humanas que traduzem os sentimentos, as idéias...isso é real...
Um abraço na alma...ótima semana...
Obrigado pelas palavras lá no Verseiro...
Um abraço na alma...bjo

myra disse...

bom dia minha querda paula, se a vida nao tivesse contrastes, seria muito sem graça:)))
as fotos sao otimas! sabe eu estive na inauguraòao de Brasilia!!! tantos anos atras...enfim..a vida passa demasiado rapida...
beijos, muitos beijos

Everson Russo disse...

Um super beijo e uma linda semana pra ti....

Paulo Palavra disse...

isso aí eu conheço demais, hein!?!!?

A.S. disse...

Paula,

Ando há 5 anos a sdiar essa viagem!!!
Tenho que ir!


Beijos
AL

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Seu poema é lindo e está fazendo sucesso no "Doces e Publicações" mas como não poderia fazer, algo tão humano e tão especial.Parabéns!! E obrigado por divulgar o blog, participe mais, com o quequiser, é só mandar que eu publico.Bjs e tenha uma ótima semana.

Ps: Gostei das fotos!

Uma aprendiz disse...

Que bacana, Paula

eu também tive o prazer de conhecer um blogueiro em carne e osso kkkkk

Vou lá conhecer o blog e sua poesia.

beijos

mundo azul disse...

___________________________________

Gostei demais desse post... Mostra o outro lado de Brasilia.
É bom saber que existem pessoas, como você, interessadas em saber como vivem e sentem, os outros.

Deve ser muito bom conhecer pessoalmente, pessoas que convivemos virtualmente.


Beijos de luz e o meu especial carinho!!!

_____________________________

Garota Misteriosa disse...

Nada como o contato pessoal, olho no olho... Chega a ser interessante... Mas que delícia a sua passagem por Brasília, é tão bom saber que somos pessoas agradáveis, que quando somos generosos as pessoas acabam querendo-nos por perto.

Abraços

Maria Dias disse...

Brasilia não me atrai mas qualquer lugar do mundo se torna interessante quando existem pessoas interessantes.Bacana esta tua experiencia q generosa divide conosco.

beijinhos

Le Vautour disse...

Ah, seus pensamentos, Paula, seus pensamentos...
Encantado,

Jardineiro de Plantão disse...

No remate do seu post diz tudo.

"Podemos fazer diferente, mesmo sendo chamados de pessoas virtuais. Porque somos,apesar de tudo, humanos e temos sentimentos."

Abraço