terça-feira, 2 de março de 2010

A lua sábado na Serra das Russas - Br 232




O que sinto por você


Não vou dizer que é grande
Não! Não tenho essa pretensão
Medir um sentimento
Nem vou dizer que não cabe no peito
Porque é lá que ele germinou e cresceu
Também não vou dizer que ele é pequeno
Porque ele sai de mim e chega até você


Não vou dizer que entendo
Porque não quis entender
Quis sentir

Não vou dizer que não tive medo
Tive. Mas para que medo?
Se ele não vai deixar de existir
Só porque tive medo

Não vou prometer vivê-lo
Nem a mim, nem a você
Já esperei viver outros amores
E nem por isso vivi

Muita gente diz que não entende o amor
Também não entendo e nem quero mais entender
Porque eu também não entendo carinho
Nem cumplicidade
Então eu decidi sentir e expressar
Aos pouquinhos
Todos os dias

28 comentários:

myra disse...

"Não vou dizer que não tive medo
Tive. Mas para que medo?
Se ele não vai deixar de existir
Só porque tive medo"....

gostei imensamente de que voce diz e como sabe tao bem dizer!!!
beijos

Daniel Savio disse...

Medo nunca deve travar a vida, no máximo, servir de trava para continuemos vivos...

Hah, eu leio o pessoal que eu sigo, as vezes eu lembro (mesmo que vagamento) sobre o que eles escreveram, por isso não estranhe de ter lembrado da foto (das fotos de uma igreja, da ponte, da suas idas a periferia, -senão me engano- ida a um zoologico e etc).

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Everson Russo disse...

Jamais iremos entender pra explicar um sentimento, ele simplesmente vem, acho até que vem da lua,,,e nos pega, quando a gente menos percebe, ele ta ali, instalado e fazendo mudanças, no corpo, na alma, nos olhares,,,,na poesia...o sentir é simplesmente abrir a alma pro mundo entrar...beijos de bom dia pra ti.

rocosta disse...

Então eu decidi sentir e expressar
Aos pouquinhos
Todos os dias...
... Eu também.

Que lua linda!
Beijão!

Memória de Elefante disse...

Paula!

É tão bonito como descreves este sentimento...

E é bem assim chega inesperado, vem forte vem doce, acalma e desatina.
Querer vivê-lo mais, com a intensidade que exige a vida:
desgarramento e fulguração.
Duplo coração:
a que se prende e a que voa,
a que vive e a que se inventa
a que se contempla e nunca se entende,
a que viaja sem saber se chega
mas não desiste jamais.

Beijo

Mai disse...

E assim, você disse tudo.
beijos!

Vivian disse...

...explicar sentimentos
é deixar de sentí-los.

expressá-los sim...

assim como fazem os poetas.

assim como fez você, poemando
o que lhe vai no coração.

e a este poder da lua cheia
quem consegue não sucumbir
em doses de inspiração?

beijos amore!

Marcelo Mayer disse...

eu não quero mais entender o amor porque ele é muito chato.

Dauri Batisti disse...

Não necessariamente o sentimento precisa sempre ter a primazia sobre as várias forças que nos conduzem. Boas atitudes podem bem nos conduzir por lindos caminhos, mesmo atitudes destituídas de intensos sentimentos. Bem, não sei, estou aqui pensando e expressando o que tento entender.

Um beijo.

LOURO disse...

Olá Paula!

Lindo e sublime este teu poema!!!

Guarda, como um tesouro,sobretudo
o amor que recebes.Ele sobreviverá até muito depois de o teu brilho e a tua boa saúde terem desaparecido.

Beijinhos de carinho
Lourenço

Garota Misteriosa disse...

Quem nos dera saber o entendimento do amor...

Mas acho que sabemos, sutilmente mas sabemos...

Como é bom amar, como é bom sentir aquele sentimento correr por todo nosso corpo... Ter medo, Ficar tímido quando estamos perto da pessoa... e tantas outras emoções e sensações que só o amor provoca no nosso ser.

Lindo poema.

Abraços

Poeta Mauro Rocha disse...

E já dizia Manuel de barros: ...Entender é parede, procure ser uma árvore."

Gostei do poema e faço isso todos os dias.

Bjs.

Theresinha Coelho disse...

Ola querida, estive por um longo tempo afastada dos blogs, mas agora estou retornando ao meu Cantinho do Céu, que ja tem 3 anos.
E comecei devagar visitar os sites amigos, o seu foi realmente o primeiro.Que saudades, mas espero retomar as coisas em bom ritmo.
Agora vou dar uma volta pelo teu espaço e ler tudo que é novidade, ok....
Bjs da amiga Thé

Caurosa disse...

Olá minha cara amiga Paula Barros, o amor! difícil mesmo entendê-lo...mais um belo e reflexivo poema, parabéns.

Paz, harmonia e mais inspiração em sua vida,

forte abraço,

Caurosa

Le Vautour disse...

Putz, chorei um pouquinho e deixei as lágrimas aí no rodapé. Elas vão secar, mas a emoção fica.
Abraços de duas asas, emocionado...

Anônimo disse...

Chorei e minhas lágrimas estão aí,basta sentir.
Elas não secam transbordam emoção.

Abraços e bons sonhos voadores e que todos aqueles para quem voce escreveu se deliciem com seu poema.
Boa noite!

Anônimo disse...

o

Anônimo disse...

o

Layara disse...

expressar aos pouquinhos todos os dias...em conta-gotas de amor e sentimmentos. Belo o que escreveu, intenso!

beijos!

Maria disse...

Muito bonita a forma como expões o que sentes.
O que vale é mesmo viver o dia a dia, com tudo o que o dia nos traz. E aproveitar cada momento.
Deixar rolar a vida e o amor, é muito bom!

Beijo, Paula

Olhos de mel disse...

Querida Paulinha; seu poema é doce e lindo! Diz tudo que precisa ser dito e na medida necessária para ser sentido.
Beijos

Cadinho RoCo disse...

Será que conseguimos entender nós mesmos?
Cadinho RoCo

Nanda Assis disse...

vc ama intensamente e escreve como ama. adoro.

bjossss...

Dilly ♥ disse...

Desisti de entender o amor.
Afinal, ele não foi feito pra isso.
Parabéns, pelo poema.
E parabéns pela linda lua cheia, a inspiração dos amantes.

Maria Dias disse...

Amiga isto está lindo!

Vc estava iluminada neste dia(talvez por esta bela lua).

beijo!

Cris Caetano disse...

E quem não tem medo?

Beijinhos

Garota Misteriosa disse...

Obrigada por sua visitinha em meu blog.

Bom, em Vitória tem mtos lugares legais para vc ir. Depende do que vc curte.

Guarapari é mais litoral, não conheço a cidade. Antes de chegar em Guarapari tem a rodovia do Sol, quem curte saltar de asa delta, pular de pára quedas dentre outros esportes radicais lá tem mto disso.

Vila Velha tem mto barzinho, cinema...etc

Mas me diz vc gosta de que?

Jardineiro de Plantão disse...

Sentimento, coisa difícil de justificar.

"Porque eu também não entendo carinho
Nem cumplicidade".

Não acredito. rssss

Beijo fraterno