quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Não fotografo só o que vejo, fotografo o que sinto. Tento apreender no clique a emoção do momento. O eu estar ali. O eu está sentindo. O eu que pula dentro de mim.
Não sou fotógrafa. Não sou escritora. Eu transformo o que sinto. Em fotografias. Em palavras. Tento materializar o sentimento. Não tenho asas. Mas descobri que sei voar. Porque descobri uma utilidade para o pensamento. Antes eu apenas pensava muito. Agora eu brinco com os pensamentos. Eu escrevo tão destrambelhado feito eu penso. Não me importa pontuação. Emoção não tem pontuação.

Fotografar para muitos é uma arte. Para mim, é me emocionar, e clicar. Eu miro e fotografo. As vezes nem enxergo direito, sei que está ali o que me emociona. Por isso sai desfocado. Por isso não mexo nas cores das minhas fotos. Não altero. Não uso photoshop. É o momento.

Escrever. Só quando sai de mim. Quando transborda palavras. Nada de muito arrumado. Nada de criar personagens.(ainda) Não penso para escrever. Eu sinto, o pensamento se forma, e corro para escrever. Ou, sei lá, eu penso, sinto e a escrita acontece. Tenho que parar o que faço, tem que ser na hora, caso contrário o pensamento se vai feito as nuvens.

Escrever para mim é feito fotografar um arco íris, tem que ser rápido, antes que se desfaça.






A tentar fotografar o arco-íris eu estava aqui em cima, olhando o mar, olhando o horizonte, pensando com certeza em alguém, em muitos alguéns, na vida, apreciando e sentindo a beleza, a brisa, agradecendo tudo na minha vida.....e ouvindo a voz de minha amiga - pelo amor de Deus não vai cair, toda vez você se empolga e cai.

foto: Rio Grande do Norte, perto de Pipa.

24 comentários:

O Sibarita disse...

Ô, mexe é? kkkkkk Sei, com as emoções... Ai meu Deus do céu! kkkkkkkkkkk

Fia, o porreta é que só sai coisas das boas tanto nas escritas quanto nas fotografias.

Em sendo assim que continue essa parceria, né não? kkkkkk

Você escreve fácil moça, o melhor de tudo com pura adrenalina, ora se! kkkkkkk

PORRETA!

bjs
O Sibarita

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Não és fotografa, não és escritora...
Mas cumpre essas funções de tal maneira que ...sim, és.
Pelo menos para mim.

Ler o que voce escreve é um prazer, um achado sem par.

(quando puder, me passe teu email? =) )

Beijo e bom dia!

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Só hoje fui ver que tinhas outro blog :p

E fui lá ler.

Chorei tanto com o 'Visceral, visceral, visceral' que voce nem imagina.

Já me chamaram também.
Sofri.

Mai disse...

Por tanto eu gosto tanto de você e portanto eu sempre estou aqui. Simples assim você é Paula Barros, sincera, direta e que com seus "Pensamentos, Fotos e Devaneios", emociona. Um beijo, amiga.

P.S
Me diverti lendo (na lateral do blog) "as coisas que não entendo e o que mais me irrita virtualmente".

Xanele disse...

Pelo amor de Deus não vai cair, toda vez você se empolga e cai.
KKKKK...essa foi boa!!!
Incrível a última foto.
Tossan é d+

bjsss Amore

Lídia Borges disse...

Fotos lindíssimas!
Quanto à escrita, esse modo despretensioso dá-lhe um encanto muito pessoal.

Parabéns!

A.S. disse...

Paula...

Essas fotos são incrivéis!!!
Lindassssss....


Beijos
AL

Marcelo Mayer disse...

tentei pensar algo eme screver quando estive exatamente aonde tirou esta foto. mas deixei pra lá. oq iria escrever talvez acabaria com a graça do lugar. iria desvendar para todos oq realmente vi.

Daniel Savio disse...

Menina, iso não seria a real definição de um fotografo, aquele que capta emoções (e não aquele que lucra com estas fotos)...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Le Vautour disse...

Eu tenho asas e mal acompanho seus vôos. Suas palavras são fotografias: constroem imagens na cabeça da gente... suas palavras são pura iconoclastia, porque nos obrigam a repensar idéias, refazer conceitos. Suas fotografias são lindas, e refletem momentos, sensações. A soma de imagens e idéias, neste cosmorama de pensamentos lindos - isso você faz, o Tossan faz - me deixa absolutamente encantado.
Adorei a idéia de que emoção não se pontua. Não à virgularização do sentimento!
Abraços, com as duas asas.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Com certeza é uma grande arte sim e como tal, necessita sentimentos.Acho muito bonito quem sabe fotografar. As suas são lindas.Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA PAULA, ABRAÇOS DE QUERINHO MUITO GRANDE PELA BELEZA DAS FOTOS E PALAVRAS... ADORO-TE MENINA...ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Pedro disse...

Escrevo assim também, de rompante, na hora. Algumas vezes, volto para mexer no texto. Em outras, deixo que ele fique como saiu. Não tenho muita regra, como os sentimentos também não têm.

PS: Pipa é maravilhoso! ai, ai...

Márcia(clarinha) disse...

Fotopoesia...
lindos dias
beijos

Uelton Gomes disse...

Gostei muito da sua definição sobre fotografia, emocionar clica, perfeito mesmo. Gosto muito de fotos, e penso igual à vc emocionar e clicar.

Abraços

Karl d'Jo Menestrel disse...

Esse tirar de foto tem um nome, "foto jornalismo". É reter o momento que mais se sente, num instantâneo... Só quem sente o que o rodeia o consegue.

Sobre a sua maneira de escrever, já me pronunciei em outras ocasiões neste seu blog, mas me repito mais uma vez... escrever de uma penada é escrever com o coração, pouco importa o adjectivo, a pontuação, se o artigo está lá, se a interjeição está correcta... importa sim, o que a emoção incrementa no momento que se transcreve no papel a força da palavra.

Abraços

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Concordo que fotografar é uma arte e você é uma artista nesse mundo mágico que seus olhos transmitem para todos com suas fotografias.

BJS

HSLO disse...

É maravilhoso quando encontramos uma pessoa assim que nos envolve e nos influencia a escrever.

Amei as imagens.



abraços

Hugo

EDER RIBEIRO disse...

Quem escreve com sentimentos sabe traduzir a alma. Bjos.

Blue disse...

Fotos, fotos e fotos!
Todas retratando belas imagens.
Percebe-se a "Mão Santa" do fotógrafo! Sim, a paisagem ajuda, mas sem o "olho" no dedo, com certeza não sairiam estas pérolas!

Beijos

Allyne Alves disse...

Eu adoro escrever - e ler! As vezes leio coisas que ninguem (normal) rs...se interessaria. Pesquisas medicas por exemplo. Mas fotografar é uma coisa que eu acho lindo - e nao sei fazer, nem tenho tesao pra fazer.

Mas vc querida, faz os dois absurdamente bem. Talvez justamente por nao se preocupar com isso!

Beijos.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula...com certeza você fotografou com os olhos da alma...
A foto no caso deu sentido ao que você estava sentindo ou vice-versa...pode acontecer acho que das duas maneiras...
O importante é captar, seja escrevendo, fotografando...
Não podemos é desperdiçar momentos e nem idéias que nos nascem...
Publiquei um livro em 2008,maspor conta própria,fiz apenas 30 exemplares (falta de grana)rsrs...

Aí a edição esgotou, sucesso total...amigos e parentes compraram tudo, minha maior incentivadora foi minha mãe, fez qestão e comprar cinco livros pra presentear amigos...rs
Foi uma exeriência legal,mas aconteceram muitas falhas que no próximo pretendo não deixar acontecer...
Lá no verseiro do lado direito tem a imagem da capa...
Valeu pelaidéia, quem sabe o Cacinho não faz uma animação...rs
Um abraço na alma...boa quinta...bjo

myra disse...

que esplendidas fotos, sim, vem da alma...e me enchem de tantas saudades...bjs