sábado, 28 de agosto de 2010

Maquete de um vulcão no Espaço Ciência-PE



Feito um vulcão que adormecia no amor

Ressurgiu em lavas de ternura e carinho

A fumaça não é negra

Não aprisiona, não impede os voos

Embala e transporta no vento da imaginação e das carícias

Formando nuvens de sonhos e recordações




21 comentários:

C@urosa disse...

Olá querida Paula Barros, muito bom!Adorei, a paixão e o amor são como um vulcão em erupção, às vezes descontrolados...

forte abraço

C@urosa

Daniel Savio disse...

Simples e terno, mas espero que com um sentimento verdadeiro...

E as série Andarilha menina?

Tirar foto do amanhecer fica dificil prometer, mas entardecer tenho até algumas fotos...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Everson Russo disse...

Nuvens de sonhos e recordações,,,,lindo isso,,,forte,,,intenso,,,perfeito como a gente gostaria que fosse sempre,,,,minha amiga,,,seus creditos são infinitos,,,mesmo quando me abandona...rs..rs...beijos de bm final de semana....

meus instantes e momentos disse...

um feliz final de semana pra vc...
Maurizio

myra disse...

paixao, erupçao, amor, é assim, minha querida Paula, tudo se acende...
mas é melhor que nao seja um vulcao de verdade:))))
beijos infinitos

EDER RIBEIRO disse...

Somente o amor tem a capacidade de tranforma-se em vulcão, se não for por ele, o amor, o vulcão esfria.Bjos minha querida Paula.

Óleo disse...

Então que arda-se o amor sempre, pois é nele que está contida a essência da vida. Carinhosamente Óleo.

Kafia disse...

Que o amor viva sempre. Se nao houvesse amor neste mundo, certamente ja estariamos tomados totalmente pela guerra

walter disse...

com minhas asas de fogo
rasei este vulcão
feito ninho de amor!

desenho com fumaça dourada
um abraço já quase domingueiro

Walter

Dauri Batisti disse...

O que ressurgiu como ternura e carinho deve ser um rio, mais do que um vulcão, um rio subterrâneo, de águas aquecidas, límpidas.

Bom fim de semana

Pena disse...

Oh, Estimada e Simpática Amiga:
Registei:
"...Feito um vulcão que adormecia no amor..."

Que belo e delicioso vulcão e que lindo amor.
Perfeito, o seu ser e o seu sentir.
Profundo. Magistral. Harmonioso e significativo poeticamente.
Bem-Haja, amiga.
Beijinhos amigos de pureza e encanto pelo que concebe com uma criatividade poética fabulosa.
Com respeito, estima e consideração.
Adorei.
Sempre a admirá-la

pena

Sublime.
MUITO OBRIGADO pela preciosa visita.
Ainda há pessoas amigas.

tossan disse...

Lindo Paula! O amor não aprisiona desde que não usemos amarras, vendas ou mordaças. Beijo

Sonia Pallone disse...

Lindo texto Paula! Acho que é esse o papel da poesia. Remexer com as nossas emoções! Bjs.

Jacinta Dantas disse...

Bonito...
bonito conceber a fumaça como sinal,
sinal de sonhos...
Bonito demais!
Bjs

Memória de Elefante disse...

Paula!

O essencial da vida
a trêmula esperança,
o milagre implacável da dor
e o assombro do gozo do amor
sempre irá perdurar.

Um beijo

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso de otimo domingo e uma linda semana pra ti querida.

Mai disse...

E sempre fica ali, adormecido e quente, prestes a erupir. De adormecido a desperto, que aqueça, porque o calor é bom, é vida.

beijos, querida

A.S. disse...

Adormecido no amor, o vulcão acorda expelindo todas as emoções, que só o amor é capaz!

BjO´ss
AL

Talita disse...

Delicia de blog, lindo teu cantinho

Beijos!!

Talita
tatapalavrasaovento,blogspot.com

Armindo C. Alves disse...

Olá PAULA
Bonito e muito ternurento.
Eu quero um vulcão assim!!!
Boa semana.

Muitos beijinhos.

P.S. Já tinha postado e troquei a imagem.

paulo disse...

"Clap, clap, clap"
Palmas pra tanta inspiração.

Beijo, Paula