domingo, 5 de setembro de 2010

Domingo, céu lindo, céu que convida a ir à praia. Voltei para cama, e por arte de algum neurônio raciado com extraterrestre, fui transportada para o Arpoador, lá no Rio de Janeiro. De olhos abertos, me via caminhando lá, de olhos fechados sonhei que estava lá...a manhã passou. Queria está lá.
Arpoador - Rio de Janeiro - foto 2009

Acordei mal. O bichinho da saudade, da melancolia me corroia. Senti solidão. Me senti só, muito só. Horrível. Tantas saudades sem ser uma saudade específica. Tantas lembranças. Tantas vontades. Tantos me povoando a mente (alguns de vocês). E o céu continuava lindo,,,e a minha alma assim, contorcida. Então pensei, oh, desgraçada, pega a máquina fotográfica e vai andar, nada que uma rua não cure.
Monumento Tortura Nunca Mais -Recife 05.09.10


Fui bater fotos na Praça da República, das Deusas Gregas. Todos nós temos algo das deusas e dos deuses, já prestaram atenção? E quem encontro lá, uma família do Rio de Janeiro, com aquele sotaque lindo. Aí, aí....eu mereço. Até sai de casa com vontade de chorar bem muito, mas me entreti com tantas belezas, que esqueci de chorar. Tá, confesso, até ensaei um choromingo, mas não saiu foi nada.  As deusas coloco as fotos outro dia, hoje deixo o baobá. Forte, imponente, crescendo em direção ao céu.

Praça da República- 05.09.10´

Rumei para Olinda, um dia de turista num feriadão. E o céu continuava lindo, e o nó do peito se dissolvia. É, e eu conversava com alguns de vocês, não dava para conversar com todos,  não era um comício. Apenas um passeio com aqueles que eu sei que gostaria de tirar fotos, sentar num barzinho, andar nas ladeiras de Olinda...e a saudade até ficou menor. Agora o tamanho da loucura, sei não.


De Olinda olhando para o Recife
Convento das Doróteias
Igreja da Sé

À noite, fui para um concerto apresentado por Carlos Malta na Capela Dourada. Evento paralelo que faz parte da MIMO - Mostra Internacional de Música em Olinda. Mais um lugar bonito, a Capela Dourada é belíssima, e com música para suavizar a cantiga da solidão e das saudades e das vontades...e passou o domingo. Viram como o céu estava lindo?



19 comentários:

Maria Dias disse...

Oi minha linda!

Hoje vc tava q tava hein?rs...Saudade do Rio? Tenho q te dizer q eu vez enquando tenho saudade do Rio mesmo morando aqui...Louca eu não?rs...Bem, quando isso acontece viro turista da minha própria cidade!

As fotos estao lindas e esta estátua pendurada está um espanto!Bem, depois deste passeio tenho certeza q voltou bem melhor até pq tua cidade é linda de morrer!rs...

Beijinhos e ótima semana(sem nostalgia viu?).

Memória de Elefante disse...

Paula!

O coração explode
na dor acumulada e na fadiga:
ao ritmo da amante vida
Baixou uma cunha de luz deste sol
desfazendo o nó no peito.
Enquanto a lucidez armou o cenário
cumpriste um roteiro na liberdade de pensamento olhaste em torno e para dentro:paisagens belas.

Um beijo

Daniel Savio disse...

Sempre temos saudade de algo, mas só resta vivermos a vida quando não podemos matar a saudade (ou fazer planos para matar a saudade)...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

myra disse...

minha querida Paula, eu vivo morrendo de saudades do Rio! mas tbem de Recife, enfim de todo o Brasil que conheci!
voce escreve de maravilha, sabe transmitir os sentimentos da gente, pelo menos, os meus...
beijos

Dauri Batisti disse...

A saudade do Arpoador rendeu uma bela crônica. A saudade sempre é uma busca.
De fato, a foto da estátua pendurada ficou show.

Legal que esteja em contagem regressiva para Portugal. Vamos ter belas postagens aqui. Aguardemos.

Roberto M. Alves disse...

Mesmo saudosista em relação à cidade maravilhosa, você produziu fotos belíssimas e isso é um ótimo sinal. Está atenta aos seus sentimentos e, ao mesmo tempo, faz um movimento de ir em frente.

Grande abraço

walter disse...

oh Paula!

falas-me de lugares que eu conheço e... agora quem fica com saudades sou eu!

que domindo bom heim! :))

adorei as fotos!

abraços
Walter

tossan disse...

Lindo Paula, aqui choveu...Aquela garoa de São Paulo que você já ouviu falar muito. Desceu a serra e veio atrapalhar o nosso feriadão. Folga de novo Paula?! Que legal o governo do PT hein! Beijo

Armindo C. Alves disse...

De bem que escreve, da realidade e ritmo que tem a sua escrita, pelo andamento que deu ao passeio, eu me atrelei e fiz de convidado. Talvez partilhando nas fotos fosse esquecendo esse "aperto" no peito e a praia não fisesse mais sentido.
Valeu a pena a decisão. O resultado foi óptimo. Boas fotos,aqui e no Diáriovirtualmeu. Quanto ao mimo, se estivesse aí não perderia.
Pela sua escrita e fotos, quando for ao Brasil é só seguir o "filme".
Parabéns.

Beijos.

Paula, adorei saber que vinha a Portugal. Desejo as melhores férias e espero que estejamos à altura de lhe proporcionarmos uma estadia inesquecivel.

Nanda Assis disse...

saudades de vir aqui, de te ler, mas ando tão sem tempo. agora vim, amoo suas palavras. sua mãe é sua cara!!

bjosss...



_______000000__________000000_______
_____0000000000______0000000000_____
___000________000__000________000___
__000___________0000___________000__
_000_____________00_____________000_
_000____________________________000_
_000____________________________000_
__000___________________________000_
___000_________________________000__
____000_______________________000___
______000___________________000_____
________000_______________000_______
__________000___________000_________
____________000_______000___________
______________000000000_____________
________________00000_______________
_________________00_________________

Uelton Gomes disse...

Olá Paula.

Perguntinha de turista que não tem carro..rsrs.

Se eu for para Recife eu consigo visitar vários lugares sem carro ou ficarei muito limitado?

Abraços! Nossa adoreio o céu dessa fotos tbm perfeito

EDER RIBEIRO disse...

As fotos são pura poesia. Que coisa linda Paula. Dá vontade de mergulhar nelas. Bjos.

Everson Russo disse...

Viagens de poesias,,,imagens de poesia,,,,assim que a vida se faz em versos...beijos de bom feriado.

Carla disse...

Fotografar: eis uma terapia!


Bjos e... muitas, muitas fotos!

C@urosa disse...

Olá amiga Paula Barros, belas e também históricas imagem e, momentos que não gosto de me lembrar...


forte abraço

C@urosa

Blue disse...

Não, não pode ser a máquina fotográfica que é boa.
São os lugares e competência da fotógrafa, que deixam tudo assim tão lindo.

Ora pois, boa viajem.

Beijos

Sinara disse...

Que texto lindo, me contagiou... tb fiquei com saudade do Rio...
E as fotos?!!!! aquela estátua é incrível, mas o que eu queria mesmo é estar sob a sombra daquele baobá...
bjussss

Sinara disse...

Que texto lindo, me contagiou... tb fiquei com saudade do Rio...
E as fotos?!!!! aquela estátua é incrível, mas o que eu queria mesmo é estar sob a sombra daquele baobá...
bjussss

Maria disse...

Terapia a sério é ir a Olinda, a Porto de Galinhas, ao Recife, enfim, andar por aí nas belas terras pernambucanas...
Quando vens para cá, Paula?
Diz qualquer coisa, quem sabe a gente se vê :)))

Beijo.