sábado, 20 de novembro de 2010

Conheci Armindo

Armindo, é um dos fotógrafos que fotografa a natureza que muito me emociona. Quase não usa a palavra escrita. Quando usa num comentário é sempre muito emotivo, introspectivo, poético. Nas fotos me faz imaginar a conecção dele com a natureza. A observação. O silêncio. A paciência.

É um dos fotógrafos que tem blog que me desperta vontade de fotografar a natureza. Dias antes de viajar para Portugal vi uma foto dele que lembrava essas flores. Quando cheguei no Lago Alqueva vi estas flores......Armindo se fazia presente.


Ele me despertou o olhar para fotos usando ação da máquina em macro. Então em Portugal comecei a tentar bater fotos em macro. Paciência não é muito uma característica que me acompanhe. Tentei.


O girasol me fez lembrar também fotos dele.

Um dia sozinha no Convento da Cartuxa em Évora, depois de dias nos desencontrando nas tentativas de nos falarmos ao telefone, esta borboleta me sobrevoou, quase pousa em mim, e pousou no chão, bem próxima onde eu estava......senti Armindo bem próximo. Ele fotografa borboletas com muita beleza.
 

Em Vila Viçosa, flores,  abelhas voando, abelhas que pousavam rapidamente, mais uma vez o exercício da aproximação, da calma, da observação, da paciência....mais uma tentativa de macro.

Vinte dias se passaram e nós quase não conseguíamos nos falar. Indo para o aeroporto, entre outras mensagens e ligações, enviei uma mensagem para ele, dizendo o quanto eu sentia ter estado em Portugal, tão perto dele, e não conhecê-lo. Ele foi ao aeroporto faltando uma hora para o meu embarque. Já não acreditva  nesse encontro. 

Estava ali o homem que fotografa a natureza. O homem que olha com paciência, com calma, com observação. E eu me sentia uma bela borboleta, o mais belo pássaro preste a voar...mais eu podia ser um calango, deu tempo ele me falar da beleza que o calango tem.....porque ele olha com o olhar de ver....e ele faz silêncio para escutar.....e ele fala com emoção....

Viagei. Armindo continuo comigo. Ele seguiu pelas belezas de Bonito e do Pantanal. Sei como ele gostaria de estar ali, vendo aquela diversidade de aves e de animais.

(Gostaria de registrar uma obsevação - quem acompanha o blog sabe o quanto a maioria de vocês me influenciam na escrita e nas fotografias. Nas leituras que faço. Na vida real. Muitos estiveram comigo o tempo todo. Assim como Armindo esteve. )

http://armindoalves.blogspot.com/


.

18 comentários:

Everson Russo disse...

Eu sempre desconfiei de um toque profissional em suas fotos,,,rs..rs...tinha um fotografo por tras dissos...rs..rs...olha, tentaram deletar o Livro e o Barco essa madrugada,,,acordei com um monte de emails e o blog fora do ar, e eu tinha postado normalmente ontem a zero hora,,,ainda naõ entendi nada,,,mas voltou ao normal graças a uma amiga que me passou umas dicas de recuperação,,,como tem gente maldosa nesse mundo,,,,beijos e beijos de bom sabado.

Mai disse...

Que legal!
A história, o fotógrafo, as fotografias.

A macro da abelha ficou bárbara!

lembrei da abelha que me atazanou [mas era diferente desta, era
abelha-cachorro]

Adoro seus relatos de viagem.

grande abraço e bom final de semana.

myra disse...

fantastico, paula, ter encontrado o grande fotografo!!! e que lindas fotos, querida "borboleta":))))
beijos

walter disse...

Oi Paula

Não páras de me surpreender... muita paciência e sensibilidade apurada são ingredientes que um fotógrafo não pode dispensar...
E a lição está a ser muito bem assimilada por ti!

Parabéns!

Um beijo enorme daqui... desta terra que gosta de ti!

Bom fim de semana!

Walter

Vivian disse...

...Paulinha querida,
fotografar no modo macro
requer habilidade, amor
e paciência, e vc demonstrou
ter todos estes requisitos
junto é claro a tua sensibilidade
nata.

lindas imagens...

a segunda foto é melissa, né?


delícia vc poder encontrar
o fotografo Armindo, alguém
que tanto te encanta.

bjs, linda!

BRANCAMAR disse...

Olá Paula,

Adorei este post, tanta sensibilidade, quer nas fotos, quer no texto, na percepção silenciosa de um amigo que nos acompanha.
E que emoção esse encontro mesmo na hora de partir!
Me está a dar vontade de ir conhecer as fotografias de Armindo.
Parabéns para o seu trabalho, cada vez amis profissional.

Beijinhos, com saudade,
Branca

Maria disse...

Essa'coisa' de estares aí falando ainda daqui nos torna mais próximas.
Belas fotografias e bonito o sentimento com que as descreves.

Um beijo, Paula.

Daniel Savio disse...

As vezes basta termos a pessoa dentro de nós para sentir a presença dela em nós...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Vanna disse...

Lindas e perfeitas pra mim as fotos mesmo q eu não tenha essa sensibilidade fotográfica. A borboleta pediu p/ ser fotografada, acho q a natureza gosta tb d se exibir.
Bjs

Mario Neves disse...

Oi Paula! Depois de longo tempo decorrido nos calendário e soprado pelas rosas dos ventos, depois de mais de ano que engoliu as quatro últimas estações do ano, varias luas e tantos sois, eu singrando por mares bravios até nunca dantes navegados como diria Camões.Aporto em seu admirado blog para saciar a saudade da semente que plantei um dia aqui. Somente sabemos o valor do que temos quando o que temos é suprimido. Blogar estava sendo difícil, contudo mais difícil foi me distanciar das amizades que o mundo blogueiro proporciona. Estou de volta e alegre por todos amigos que aqui reencontro e triste por outros que como eu se perderam nas ondas revoltas do mar da Vida. Amiga não me acanho em ter que recomeçar, aliás o poeta já dizia: "A vida é um eterno recomeçar". Espero pela sua visita ao meu, ao nosso, "Amor Desbragado Amor" para reatar os laços que nunca deveriam ser rompidos. Saudações Poéticas - Mario Neves.

prafrente disse...

Paula, suas fotos estão lindas.Gosto de fotos macro mas minha máquina fotográfica é muito limitada.Fotografei uma borboleta igual à sua; tive sorte porque consegui chegar mais perto sem assustar o bicho.Quanto às fotos do arco-íris é uma questão de sorte.Eu estava a sair de casa quando vi um mesmo à minha espera...

Beijinho de Portugal

Sonhadora disse...

Minha querida

Fotos sempre maravilhosas, muito reais nas cores.
Adoro

Beijinhos
Sonhadora

Armindo C. Alves disse...

Paula
Do irreal até ao nosso encontro, se foram partilhando comentários e idéias, Lendo, vendo, analizando e colhendo nos textos e fotografias, para afinal ir cimentando uma bonita amizade e no culminar de um impensável e inesquecível encontro.
A homenagem que tão simpaticamente me dedicou,deveria ser feita por mim, mas o meu portal tem um formato muito restrito.
Todo o seu trabalho é prova da sua força, inteligência, saber e sensibilidade, e, agora, posso dizer, acompanhados de grande simpatia,luz e beleza interior e exterior.
Obrigado, Paula.

Beijos.

Obrigado, obrigado, obrigado.

Jacinta Dantas disse...

Que bom Paula,
você vai narrando e demonstrando a vontade, vontade do encontro. E o encontro vai acontecendo aos poucos até o seu ápice (uma hora antes de você embarcar)
É tudo tão bom!
É tudo
Vale a expectativa.
Um abraço

PS: Pois é, estou colocando minha "carinha" lá no entrelaços e estou gostando.

Pena disse...

Sublime e Preciosa Amiga:
"...Armindo, é um dos fotógrafos que fotografa a natureza que muito me emociona. Quase não usa a palavra escrita. Quando usa num comentário é sempre muito emotivo, introspectivo, poético. Nas fotos me faz imaginar a conecção dele com a natureza. A observação. O silêncio. A paciência..."

Simplesmente, um instante lindo. Puro. Fabuloso.
Adorei.
Bem-Haja, pela sua amizade e pela visita sensível e perfeita dos seus lindos e maravilhosos sentir e ser.
Majistral.
Parabéns. Belas fotos de flores maravilhosas como VOCÊ!
Abraço amigo ao seu encanto.
Sempre a admirá-la.

pena

Bem-Haja, amiga.
Adorei. Deve ser um fotografo fantástico.

Osvaldo disse...

Paula;

Caramba, que bela narrativa de um encontro de dois seres cultos e defensores acérrimos da arte de eternizar momentos e objetos em belas fotos, porque é essa a vantagem da fotografiar que é de eternizar momentos e construir belas amizades.
bjs, Paula.
Osvaldo

Everson Russo disse...

Uma semana toda linda pra ti querida...muitos beijos de paz.

poetaeusou . . . disse...

*
lindissimas fotos,
,
obrigado pelo texto,
e pela partilha !
,
conchinhas,
,
*