sábado, 24 de setembro de 2011

Sentir musical




Gosto de me sentir assim
Tocada em todas as cordas
Partitura de minha composição

Gosto deste sentir musical
Tocando em minhas cordas
Vibrando sons
Composição das parti-tuas

21.09.11



8 comentários:

Maria Dias disse...

...Entendo a música como a vida q pulsa.A vida q vibra e sem ela eu não vivo!

Adorei!

Beijinhos

Ilaine disse...

Oi, Paula!
Lindo! A linguagem musical em versos para os sentires e momento: corpo, partes, sons, vibrações e... a música.

Esse poema é um arraso. Eu amei e queria tê-lo escrito. Admiro-te, querida Paula!

Nanda Assis disse...

Uauu!!
amei o trocadilho. intenso.

bjos...

EDER RIBEIRO disse...

caracas, intensamente sensual. Bjos

Malu disse...

Paula, fez dos teus sentires a canção mais sentimental que já ouvi.
Que belo!!! Abraços

myra disse...

" COMPOSIçAO DAS pARTI-TUAS!"
FORMIDAVEL!!!!!
imensos beijos querida Paula

Dauri Batisti disse...

Estou atrasado aqui. Comento, portanto, uma postagem tua que fala de Freud. Não sei se Freud está ultrapassado ou se não entendemos Freud. Não sei. E o que falo não tem pretensão de verdade. Mas até no seu texto-fabulação Freud age discretamente e a nosso favor: Ele nos faz pensar. Ele nos faz pensar sobre o que falamos, sobre o que pode nos tornar mais saudáveis. É claro que temos que fugir aos modos binarizantes de pensar, como se as coisas só tivessem dois lados; as coisas são muito mais complexas. Encontros de almas não podem ser apenas a oposição de encontros de corpos. Ou seja, encontros de almas não são plenos, encontros de corpos não são plenos, pode haver encontro de corpos no encontro de almas, pode haver encontro de almas no encontro de corpos. O que pode um corpo? Muito. Um corpo tem muito poder espiritual. Talvez por isso também, cristo deu-nos seu corpo.


Por ai... apenas problematizando um ponto, rsrsrs

viva o corpo!

Um beijo.

mfc disse...

... todas as nossas cordas são para serem tocadas!
Lindíssimo!