quinta-feira, 6 de outubro de 2011




Na praia caminhando, chutando a água, fincando os pés na areia, alternando as pisadas fortes e leves, olhando as pessoas, ouvindo as músicas do carrinho de cds pirata, recolhendo águas-vivas para não queimar ninguém, vejo desfilar sempre em minha mente pessoas e muitas pessoas, e você desfila também. Lembrar de você é lembrar da vida, e lembrar da vida é lembrar de você. Dessa possibilidade de se dar conta da poesia dos dias, dos momentos, das horas. O ambiente da praia pulsa tanto a vida em mim, que quando preciso de energia e de vida vou para junto do mar. Me reabasteço de sol, de água, de maresia, de vento, de gente, de vidas, de energia...e lá me permito lembrar mais e mais. Na praia me conecto comigo.



18.09.11

7 comentários:

myra disse...

sim, minha querida Paula, o mar dà energia!!!!!
gostei tantissimo
beijossssssssssssssss

mfc disse...

Aquela descrição inicial do caminhar na areia junto ao mar está fabulosa.

Dauri Batisti disse...

A vida se olha, se contempla nestes momentos. Talvez ai encontremos um sentido, uma poesia que diz: siga, siga adiante. E vamos, e somos capazes de gerar alegrias e distribuí-las por ai.

Maria disse...

É isso que faço quando preciso de 'carregar baterias'. Vou até à ilha, fico horas olhando o mar e esqueço tudo: minha conversa é apenas com o mar...

Beijo, Paula

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

O mar é um imenso "universo" de inspiração, refleção.
Gosto imenso de ficar olhando o mar, ele ajuda a entender algumas coisas e procurar o caminho para outras, mas sobretudo, também olhamos toda a sua imensidão e nos damos conta que não somos nada...

EDER RIBEIRO disse...

é preciso percer os olhos em um ponto fixo para nos recomeçar, então que seja o mar e o seu horizonte. Bjos.

Mariangela disse...

Nada como essa natureza que Deus nos deu para refletirmos, e relembrarmos de algo que muitas vezes já estava adormecido.
E reabastecermos de ternura e poesia!
Beijo grande
Mariangela