terça-feira, 13 de dezembro de 2011







Você me ilumina, de alguma forma me ilumina.
 Feito o sol, quando olhado diretamente, me encandeia.

Desvio o olhar da excessiva luminosidade.
Procuro um outro ângulo para observar o sol-você.
 E ver melhor suas belezas, sua luminosidade.

12 comentários:

Maria Dias disse...

...Nossa Paula vc anda tao poética...É bonito ver daqui, vc assim, toda iluminada.

Beijinhos

Maria

Maria Dias disse...

Essa fotografia tá tão bonita...

mfc disse...

Deixa-te encandear...
São momentos raros!

myra disse...

minha querida Paula, sabe voce me ilumina sempre com tuas poeticas linhas, cada vez mais "iluminadas":)!!!
beijos

Maria disse...

Gostava de, um dia, me sentir iluminada assim, como tu...

Beijos, Paulinha.

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para agradecer o carinho de sempre e oferecer uma fatia de bolo do meu aniversário...embora virtual é de coração.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Benno disse...

tem gente-sol
tem gente-sombra
uma ilumina
outra protege da muita luz
por vezes Sol por vez sombra
nao sei bem o que sou
quem sabe meus braços sejam meus raios
quem sabe meus braços sejam
a frondosa copa que faz sombra no caminho
talvez nao seja coisa alguma
ha gente nem-sombra, nem -Sol
sera que sou um desses?
quem sera que sou?
nunca soube dizer
prefiro ser assim
algo sem definiçao

Beijos
Benno

Ana Luísa disse...

Tem tanta coisa que nos ilumina, né? Que é luz, às vezes, sem nem perceber! Tantas pessoas, músicas, fotografias, palavras... Ou mesmo uma simples rajada de vento..
;)

Tainá Almeida disse...

Bem que alguém disse que estava sentindo cheiro de poesia...
Agora vejo a razão... ;)

Pena disse...

Estimada e Notável Amiga:
O que escreveu é muito lindo. Lindo. Lindo.
Parabéns. Tem uma sensibilidade de sonho e pureza.
Excelente.
Gostei imenso.
Bem-Haja, pela amizade sincera.
Com respeito pelo seu talento e génio fabulosos.
Beijinhos.
Sempre a admirá-la imenso e agradecido pela sua visita simpática.

pena

Gosto muito do que escreve. É divinal.
Tenho uma amizade por si grandiosa.
MUITO OBRIGADO pela deliciosa partilha maravilhosa.
Adorei.

A. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Sibarita disse...

Fia! kkkk Que bom que lá ele lhe ilumina!

A iluminação só se dá por que vc deve ser uma boa receptora... Aiaiaiaia! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Excelente texto! Sem dúvidas...

Então... kkkkk

Cais

O meu olhar circula navegando o teu mundo
Eu sonho, vivo dentro da flor azul do teu céu
No apalpar, no tocar, no presumir e fecundo
O bel-prazer concebido no dulçor sem fel...

A essência do teu ser, pérola, é vida, é alento
Totalmente íntimo, dedicado a todas as delícias
Inspira-me noites, mergulho, o prazer é pleno
Tu vens beirando, já meu bem, cheia de caricias.

Ó desejo, movo-me entre os sóis das tuas mãos
Que excita a fúria do fogaréu no singular de mim.
Geme os céus! A brisa sopra, ara o meu coração,
Os dias brotam da seiva da zona ardente de ti...

Amor insaciável, sede de céu e terra, áureos fulgores,
Vontade da carne, teu nome inscrito no tempo, é rogo
Cortejando cobiças em volúpias horizontais dos amores,
Pela a tua alma és flor, pelos os teus olhos és fogo...

Cardumes de quereres em mim seguem no alicio
Onde, o espírito lúdico do amor, assim, se banha
Enquanto, no meu olhar, o fogo lambe o infinito
Tu levantas aos céus as chamas que me chama...

Vou pelo cais do teu coração, nele, deixo-me ancorar
Eu quero sorver o néctar da rosa da tua boca navegada
Morrer debruçado no teu corpo espalhando sol e luar
Desde sempre, o fogo te formava, o fogo te anunciava...

O Sibarita