segunda-feira, 12 de dezembro de 2011







Respiro um ar que vem de ti, chamado emoção. Feito o vento que entra pela minha varanda, não sei se é um vento norte, ou um vento sul. É um vento forte – emoção. Um vento brisa – emoção. Então, vento lembranças. (In)vento pensamentos.



8 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Linda "brisa de palavras" para um começo de semana.

Ótima semana para vc Paula!

Pchico disse...

Seria um vento-alegria?
Uma semana bacana pra você também.

Tatiana Moreira disse...

Seja brisa ou vento o importante é o que a gente sente na alma... Nos inspirando dessa forma tão bonita!
Um abraço carinhoso

myra disse...

cada vez gosto mais!!!!!nao do vento mas do que escreve, claro:)
beijossssssssssssssssssssssssss

Pchico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pchico disse...

Então receba:

Vento-alegria
é bem assim
uma alegria
boa de poesia
que encanta
em canções
canção do mar- maresia
canção de amar - calmaria
É bem assim...
uma alegria boa
em poesia..,
que vai e vem
como o mar
e o vento-alegria.

Armindo C. Alves disse...

De facto já se vem sentindo essa respiração bem ritmada, para não dizer acelerada.
O importante é que essa respiração/emoção, mais do que vir do norte ou do sul, seja envolvente e duradoura.

Felicidades.

Boa semana.
Beijinho.

O Sibarita disse...

Ué! kkk Fia, é vento nordestino mesmo! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

A Brisa é jauaniana, repare... kkkk

Muito bom seu texto!

O Sibarita