terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Aguardando a sua caminhada




Você vai andar
Vai descobrir um mundo imenso
Muitas belezas, maravilhas, alguns descasos
Vai encontrar gente do bem, gente do mal, gente indiferente
Vai até me encontrar de vez em quando

Você vai andar
Vai descobrir muito de tudo
De tudo um pouco
Você vai encontar muitos olhares
Nem sei se vai perceber que eu lhe olhava diferente
Nem mais, nem menos
Apenas me emocionava em lhe olhar
Para você talvez nem importe
Para mim, uma outra forma de sentir

Estou aguardando você andar por este mundão
De novidades, de descobertas, de muita gente
E quando você voltar
Quero continuar a me emocionar




13 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

e assim nós fazemos o nosso caminho e nos enriquecemos com isso. Bjos.

Tatiana Moreira disse...

O importante é esse caminhar... É o permitir que as pessoas tenham o seu próprio passo.
E se caminharem conosco que seja uma estrada rica em aprendizados!

Um abraço carinhoso

Nanda Assis disse...

que lindo Paulaaa.

bjosss...

Pelos caminhos da vida. disse...

Continuemos a caminhada...

beijooo.

Eurico disse...

E na caminhada acontece a vida...

Abç fraterno.

BRANCAMAR disse...

Olá Paula,

Bom voltar aqui e partilhar de tuas emoções.

Tudo isto que dizes nós descobrimos ao longo da vida e nos temperamos para a serenidade dos dias, a isso se costuma chamar maturidade, uns chegam mais cedo, outros mais tarde e outros ainda nunca chegam e é bom em qualquer altura da vida termos essa capacidade de continuarmos a nos emocionar, sempre... - sinal que a vida não nos empederniu e apesar de todas as dores nos deu capacidade para continuarmos iguais a nós mesmos.

Beijinhos para ti.
Branca

BRANCAMAR disse...

Ah, Paula, que emoção mesmo!
Só ao reler o poema percebi o seu verdadeiro sentido, de repente me deu um click, nós sentimos, sabemos como é...
No entanto tem tudo a ver com alguns sentimentos que referi acima, com as nossa dores, a nossa maturidade, o nosso crescimento interior, com essa experiência única, que deixas aqui transparecer.

Voltar, sempre voltam e sempre nos vamos emocionar com o seu voo...e o seu regresso.

Parabéns.
Beijinhos
Branca

Maria Dias disse...

...Os olhos nunca escondem o q vai na alma.Vc pode olhar pra cima,para o lado e para baixo mas quando olha lá dentro, mostra tudo q sente.
Por isso q geralmente estou de óculos escuros, sem eles me sinto nua...rs...

Beijinho

P.s.Achei triste este texto.

Dauri Batisti disse...

Como foi dito aqui nos comentários, o importante é andar, e cada um anda com seus passos, no seu ritmo, nos seus caminhos. A beleza está nos encontros que se faz.

Beijo,

bom dia!

myra disse...

anda, anda, e sempre con teu ritmo, somente o teu...é lindo!
beijosssssssssssssss

Mariangela disse...

Como é importante essa liberdade de ir e vir!
Na ida levamos nossos sonhos, a sede de viver e aprender, na volta, o reencontro. Trazendo na bagagem, esse belíssimo aprendizado que é o amadurecimento.
Lindo Paula!bj

mfc disse...

A nossa busca é permanente... até encontrarmos!
Adorei este poema lindo!

O Sibarita disse...

Ô Fia, a vida são pegadas que deixamos ao longo da caminhada...

Ao certo seu texto é bem articulado, quiçá, no retorno lá ele imaginário ou não, lhe emocione... kkkkkkk

O Sibarita