terça-feira, 24 de janeiro de 2012

série: Entrelace de lembranças



Dois mil e doze vem chegando. Os shows pirotécnicos nem começaram. É apenas a tarde de trinta de dezembro de 2011. Ele detonou um novo ano dentro dela. Mil novecentos e setenta e nove, ao som de Elvis Presley. As lembranças se misturaram, as dele, as dela. Saudades e lembranças, um composto dentro de nós, composto de nós. Se somos compostos de água, a água das lágrimas é composta de saudades e lembranças, e dançam no salão inclinado das bochechas dela, ao som de Elvis, no ritmo de um passado que se fez presente. Elvis e Dolores Duran dançam Only You.  Ela aprecia os movimentos alternados das emoções, que são vários, e que anunciam antecipadamente um novo ritmo para 2012.








11 comentários:

myra disse...

um novo ritmo? serà...
beijos

Maria Dias disse...

Sempre achamos q vai ser diferente...Q seremos outra pessoa(ou q a pessoa dentro de nós vai sair para fora)...alguém mais forte ou mais sensível...mais centrado ou mais louco...
Achamos q vamos conseguir isso e aquilo...a gente renasce todo ano ou será todo dia? Mas as vésperas de um ano novo de pois do Natal, esse sentimento vem mais forte em nós...As emoções afloram e dançam, se misturando em nós(e ao som de Elvis então nem se fala...rs).
Podemos por exemplo...dançar com as estrelas...sapatear sobre as ondas...deslizar nas gramas molhadas de orvalho...Viajar em nós mesmos...E pq não dançar um outro ritmo de música? Sim vc pode tentar outra dança...outro caminho... outras paisagens.

Beijo!

Maria

Maria disse...

E de repente eu dancei... recuando também muitos anos no tempo.
Obrigada por este momento, Paula.

Beijo.

Tatiana Moreira disse...

Ai...ai... Só suspirando!!!
Sei bem como são os efeitos de certas canções em nosso coração.
Beijo com meu carinho para você!

Paulo Francisco disse...

Mas só dançamos o que queremos.
Um beijo grande

EDER RIBEIRO disse...

As lembranças nos mostra que mesmo mudados, às vezes ansiamos pelas mesmas coisas de outrora. Não importa o ritmo, mas sim a forma que se dança. Comenti um erro ao não citá-lo no meu texto, mais tarde corrigirei. Bjos.

Everson Russo disse...

Será que enfim encontraremos o ritmo da vida nesse novo ano? será que enfim estarmos misturados na aquarela da felicidade,,,será que enfim encontraremos os versos da paz...???? espero que sim minha amiga...grande beijo de bom dia pra ti .

Nanda Assis disse...

q delicia essa recordação.

Se somos compostos de água, a água das lágrimas é composta de saudades e lembranças

bjosss...

Dauri Batisti disse...

Mas uma coisa é certa, haveremos de reencantar os dias, cada dia de 2012. A vida pede este reencantamento.

mfc disse...

Entretanto as memórias desfilam...!

O Sibarita disse...

Belo tempo aqueles né não Fia?

Recordar é viver, ainda bem que um ano novo detonou dentro de lá ela, oi que bom! kkkkkkkk

Excelente texto!

O Sibarita