terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Rastros - 1






De dentro de mim saem muitos sentimentos, muitos pensamentos, e eu os perco por aí. Um dia ou outro recolho um pouco de mim deixado nas estradas da vida. E que me levam a refletir meus atos, minhas atitudes, minhas emoções, meu comportamento, meus sentimentos. E assim, naquela manhã, de um estação qualquer do ano,que não tinha importância, porque para mim era inverno, me encontrei, jogada num canto qualquer da vida. E estava lá, o que um dia eu pensei, e que naquele inverno provocado por nuvens repentinas, entre as folhas do último outono, me encontrei, me reli:  Às vezes não escutamos os pássaros que cantam para nós e nos dizem com carinho bem-te-vi, bem-te-vi...tenho a mania de escutar pássaros que não cantam. 

5 comentários:

Lídia Borges disse...


Ainda que não cantem os pássaros, importa ser primavera no coração-

Um beijo

Maria Dias disse...

Tenho a impressão que inventamos personagens...Pessoas boas...bonitas...sinceras e principalmente interessantes.Não que elas não existam(existem sim)mas nós que temos facilidade em fantasiar nos perdemos com as fantasias com bem mais facilidade.

Beijinho e um bom ano novo pra vc tb!

Poeta Mauro Rocha disse...

às vezes não escutamos nada e perdemos o que há de melhor!!

Tenha uma ótima semana!!

Beijos!!

myra disse...

aqui nada de passaros e mnos e bemtevi:(((
beijos aorei

O Sibarita disse...

Vou cantar então! kkkkkkk

BEM-TE-VI, BEM-TE-VI... kkkkkkk


O Sibarita