domingo, 28 de abril de 2013




Dançar forró com os meus dedos
No teu corpo
Com óleo de amêndoas doces
Subindo enquanto a mulher de mim se solta
E descer quando a mulher de mim esquenta
Cada um com o cenário que solta as fantasias
E o forró me solta e me prende
Escorrendo os dedos com óleo de amêndoas
Teu corpo o meu salão de dança
Dos rodopios dos meus dedos tão leves
Pressionando a cada nota
Pausando para sentir os suspiros do corpo
É bom imaginar, é a sanfona
Ajudando no sobe e desce
É o triangulo gemendo com os toques dos dedos

5 comentários:

myra disse...

..pausando para sentir os suspiros do corpo...
voce genial, minha querida!!!
beijos muitos!

EDER RIBEIRO disse...

Uau, Paula! Sem mais palavras. Bjos.

Blue disse...

E com os dedos,
pressionar as teclas,
fazendo com que o forró,
na cama acabe!

Beijo

Paulo Francisco disse...

Ahhhhhhhhhhhh também quero rs rs.
Um beijo

O Sibarita disse...

Eita forro da gota! kkkkkkkkk

Um dia aprendo a dançar forró, vai me ensinar, vai? kkkkkkkkkkkkk

Pois, é! Ai o corpo de lá ele pegando fogo aos passos do seu forró, maravilhaê! kkkkkkkkkkkkkkk

O Sibarita