quarta-feira, 10 de abril de 2013




“Se dizemos às pessoas grandes: “Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado...”elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma ideia da casa. É preciso dizer-lhes: “Vi uma casa de seiscentos contos”. Então  elas exclamam: Que beleza!
O Pequeno Princípe






8 comentários:

maria teresa disse...

Eu consigo ver a casa sem pensar no "custo"! Eu sonho, eu sei sonhar e isso é uma das várias "atitudes"que me mantém o gosto que tenho por viver...
Abracinho meu

Existe Sempre Um Lugar disse...

Tem razão, para muitas das pessoa não interessa a beleza, paz ou o conforto, interessa sim o valor para fazer contas de cabeça, compreende-se o motivo.

brigado pela visita.

Abraço

Maria disse...

Sacaste-me um sorriso...
É verdade, as pessoas imaginam o que não vêem pelo preço que lhes é dito...

Beijinhos, Paula.

O Sibarita disse...

Ei! kkkk Uma casa dessa, hein? Pense... Humm! kkkkkk

A beleza da foto, a beleza da casa, a beleza da pintura, a beleza da rua, a beleza de todo conjunto se traduz numa coisa: SIMPLESMENTE SENSACIONAL!

O Sibarita

Ana Luísa disse...

Amo Pequeno Príncipe! E que fotos lindas, Paula!
Beijo!!

myra disse...

que lindas fotos querida Paula e Pequeno Principe:)))
como sempre um montao de beijos

Luiz Eurico disse...

O teu olhar é sensível como o do Principezinho...

Abç fra/terno.
Saudade, amiga.

Paulo Francisco disse...

Gosto de varandas, janelas e quintais.