domingo, 15 de dezembro de 2013







Ai, meu lindo. Foi assim que lhe chamei naquela madrugada, onde meus olhos se encheram de lágrimas, as mandíbulas travaram, e a boca salivou. Que emoção é esta? Que me deixa assim, com um carinho atravessado na garganta, feito um osso em garganta de cachorro. Deixo este carinho que sinto por você, que criei, alimento e deixo crescer, me tomar, e pisar o meu peito, como quem pisa uvas para fazer vinho.  Este carinho que pisa meu peito até tirar lágrimas dos olhos. Um dia tudo passa. Enquanto não, meu coração fica adocicado de poesia por ti.





8 comentários:

brisonmattos disse...

ai meu lindo, é? rs. Que lindooooooooooooooo texto.

Poeta Mauro Rocha disse...

Boa noite!!
Quanto tempo! Que texto forte!
Espero que esteja tudo bem e tenha uma semana iluminada.
Não sei se já lhe disse mas publiquei meu primeiro livro " Lúdico Mundo Lúdico" no Amazon http://www.amazon.com.br/ que apenas no formato digital e no Club de Autores https://clubedeautores.com.br/ que é no formato digital e impresso afinal tanto tempo afastado tem que ter alguma novidade,rsrsrs,
Beijos

myra disse...

minha querida Paula...nao passa, Nao!
lindas palavras...
beijossssssssssssss

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso!


Desejos de uma semana feliz.
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ritinha disse...

Ai, ai, ai... que delicia!!!
bjs
Ritinha

LOURO disse...

Olá Paula!!!
Belo texto...Gostei!!!

Um SANTO NATAL e feliz ANO NOVO!!!

Beijinhos de carinho e amizade
Lourenço

Helena disse...

Amiga, roubaste-me este texto!
Meu coração ditou, eu vacilei, e aí tu vieste e escreveste primeiro... Por que será que o coração de quem ama escuta os versos de outrem e pensa que são seus? (risos)

O Sibarita disse...

Rrrraaapppaaazzz! Minha Linda, vc é a tal! kkkkkkkk

Fia, tão singela e porreta seu texto que nos faz voar, viu? kkkkk

Beleza de Creuza! kkkkkkkkkk

O Sibarita