terça-feira, 3 de dezembro de 2013







Meu querido estava passando pano no chão da cozinha quando começou a tocar My Way, com Frank Sinatra cantando. Parei, aumentei o volume, e lembrei de você. Não, me engano, me lembrei de você, parei, e aumentei o volume do rádio. A ordem aqui altera tudo. Porque My Way atualmente me faz lembrar você, e por isso me fez parar, e me faz sentir alguma coisa diferente do que eu sentiria ao escutar My Way se não lembrasse de você. Enquanto escrevo coloco a música no computador, leio a tradução, e penso, ah, penso que a letra da música em alguns trechos falam por mim. Uma vida. Escolhas, dores, arrependimentos, conquistas, muitas conquistas, mais conquistas que fracassos, mais vitórias que arrependimentos. E fiz do meu jeito, me alegrando com as conquistas, e assumindo os erros das minhas escolhas. De tudo tirando lição de vida, de tudo buscando acertar e viver. E viver, te digo querido, não acho fácil, não acho tão poético como gostaria que fosse.  Mas decidi viver, e vivo.


6 comentários:

Paulo Francisco disse...

Com certeza. Viver é duro, é conquista e perda todo o tempo. A poesia, as vezes, alivia, quebra, possibilita uma caminhada diferente.
Um beijo grande

Cidália Ferreira disse...

Lindo!
Há muitas musicas em que a letra se encaixa nas nossas vidas... Gostei de ler.

Beijinho
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

myra disse...

sim, Paula, tbem vivi...mas agora esta estou "sem vida" aqui...
lindo..
beijos

brisonmattos disse...

É isso mesmo. Viva e bem, independente com quem.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
Meu caminho na minha opinião significa, "que sem o passado não existe presente e sem o presente não existe futuro" cada um de nós toma a opção que quer, eu prefiro o futuro que me trás felicidade.
Abraço feliz
ag

O Sibarita disse...

Ô meu caminho ou meu jeito! kkkkkk

Fia, pelo visto seu coração tá a mil por hora, ômopai! kkkkk

Sim, somos responsáveis por nossas escolhas e o tempo dirá... kkkkkk

Então, se My Way fala por vc em alguns trechos há de se considerar a refelexão da caminhada, repare... kkkkkkk

Para alegrar o seu coração deixo:

Avassaladora



Diga-me, ancoro no teu coração, o teu seio suspira?

É que percorro o teu corpo em mil e uma tentações

Sei que no compêndio o sol de Jauá soluça e delira

No mel dos teus lábios, entre, luas e belas canções...



Então, afogo o meu olhar no oceano da tua ausência,

O último sol se abre, a última vela rasga-se ao desejo.

Fundeio, navego no teu peito, aporto na tua essência,

Navegação de aforismos em fogueira de alto-relevo...



No contraponto do cenário sou o timoneiro do tempo,

Faço brilhar aquele sol que se extingue na tua solidão.

Por ti, no negrume do teu olhar e no sopro dos ventos,

Minha alma sobe e desce mares de candeeiro na mão...



Disseminando luz ao teu peito enjaulado na burca dos dias,

Recesso do teu corpo desejo, vulcão adormecido em vagas.

O querer cobiça a tua pele morena feita de doçura, agonias,

E guarda gozos para ti, enquanto, o amor se torna intifada...



Insurreição, faixa de gaza no território chamado sentimento.

Meu coração marcado manda sinais na luz dos teus arcanos,

Tudo jorra e procura na tua paixão o que dê sentido e alento.

Avassaladora, o meu amor navega por oceano, o teu oceano...




Amor tombado,

espelhos partidos.

Cacos untados,

versos de badogue...

(estilingue)

O Sibarita