sexta-feira, 17 de janeiro de 2014






Me preencho de você. E não sei o que é isto. Vou lhe buscando, lhe buscando, e lhe achando, e me enchendo de você, me enchendo de mim, me transbordando. Tal qual a lua cheia, bem cheia, bem cheia de brilho. E vou me enchendo de você até sentir os poros se arrepiando. Os pelos se eriçando. E vou vivendo. E não sei o que é isto. Vou me sentindo brilho. Me sentindo gente. Me sentindo bem. E me sentido bonita de mim. Me preencho de você. E não entendo nada disto. E vou me sentindo lua, na tua luz de sol. E me faz bem, viver num céu estrelado, dona de mim. Cheia, bem preenchida de você, brilhante de vida.





6 comentários:

myra disse...

minha mais que querida Paula, que maravilhosas palavras!!!!!!!!!!!!!!!lindissimas!!!!!
beijossssssssssssss

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Paula..

Que bom fazer-mo-nos de lua

Gostei muito


Beijo... Bom sábado
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/


brisonmattos disse...

Tenho essa deliciosa sensação de me sentir brilho desde que nasci. E não é super ego ou narcisismo como uma pessoa me vê.
É paz, é amor, é um se gostar mesmo nas grandes dificuldades, e eu fico feliz de te ver se sentindo bem também...Apesar de tudo.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um texto cheio de vida e inundado de prazer de viver.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

O Sibarita disse...

E lá ele também tá todo preenchido de lá você, rebocado se não for! kkkkk

Ô Fia que abala... kkkkkk

O Sibarita

OceanoAzul.Sonhos disse...

E que bom é quando os amantes se preenchem um ao outro.

Muito bonito
cvb