terça-feira, 7 de outubro de 2014

Mudança de tempo

 


Um dia acordou 
Sentiu-se pintada de sol e chuva
Metade alegre, metade triste
O dia tagarelava em seus ouvidos
Anoitecia
Era metade sol e metade lua

No outro dia acordou
Toda alegre e toda triste
Não entendia esses fenômenos da natureza dentro do peito
Duas em uma
Estava sol e se sentia nublada
Sujeita a pancada de chuvas a qualquer momento
Trovoadas dentro do peito
Relampejava pensamentos
Os pássaros cantavam

5 comentários:

brisonmattos disse...

Que merda de ser assim... Mas o texto é ótimo....é isso mesmo.
Tenta não pensar tanto.

Cidália Ferreira disse...

Com uma pitada de tristeza, mas muito belo.

Beijinhos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Paulo Francisco disse...

E vamos levando a vida.
Um beijo grande

Paulo Francisco disse...

Outro beijo grande Dona Maria.

O Sibarita disse...

Ei moça! kkkk

Quando o pensamento relampeja, aiaiaiaiaiaa, o coro come, viu? kkkkkkkkk

Mas, garanto que não choveu, desanuviou foi não? kkkkkk

É isso, o coração palpitando, o coração tum tum tum e o desejo aflorado... kkkkkkkkkkkkkkkkkk

PORRETA! belo poema!

o Sibarita