segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Escutando tango, lembrei deste escrito. Faz tempo. Mas sempre atual.


Eu, você, o cd de tango, o óleo de pistache
Não sei dançar tango
Mas ao som da música
Deixaria as mãos dançarem em seu corpo
Se não gosta de tango
Não tem problema
É apenas uma sugestão
Foi só um desejo após ouvir uma música
Pode ser valsa, xote, samba
Bolero, blues qualquer música
Pode escolher
Se não gosta do óleo de pistache
Pode ser de maracujá, erva doce
Semente de uva, sem cheiro
O importante é você se sentir bem
O que importa é que minhas mãos
Queiram alisar suas costas
Contornarem o seu rosto
Os lábios, os olhos, as sobrancelhas
E dançarem por todo o seu corpo
Embaladas pelo meu desejo
Na melodia das batidas do coração
Você? Ainda não sei quem é
Nunca vi
Mas já tenho o cd de tango
O óleo de pistache, as mãos
O desejo, a fantasia
Espero você amor......

4 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Lindo de mais, Paula Barros.

Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

brisonmattos disse...

Eu colocaria umas gotinhas de sulfeto de potassio ou sódio no meu oleo de pistache, que é pra pessoa nunca mais se esquecer de mim.

vendedor de ilusão disse...

Gostei do teu blog e das tuas postagens. Por qui estive e por aqui vou ficando!
Abraço e apareças.

O Sibarita disse...

kkkk Óleo de pistache, é? kkkkkk

E lá ele tá chegando, repare... kkkk

Ei lá ele não sabe dançar não! kkkk Só se for um reggae e mãe? kkkk

Gostei desta poesia, leve descontraída, amorosa e pidona! kkkkkkk


O Sibarita