sábado, 25 de abril de 2015




O tempo passou rápido. Já vão dias de distância. Galopa uma felicidade incrível entre o tempo e o silêncio. Ficou o gosto da intensidade e da beleza de uma outra vida. De outros dias. A melodia embala a displicência do tempo que escorre entre as teclas, entre as veias. Envelhece. É, envelhece, percebe na pele, nas rugas da alma. Dói os sonhos não vividos. Sonhos de quem sonhou os impossíveis. A música e o barulho se confundem na mente. O ritmo da vida é interessante. Nem se dá conta do quanto deixou de viver enquanto sonhava. Nos sonhos bons. Nos sonhos impossíveis. Nos sonhos não vividos. A vida passava com a pressa que lhe é peculiar.



6 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Paula Barros

Belo texto

Passo para te desejar um otimo Domingo

Beijos


http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

C@urosa disse...

Temos felizes! muito bom!

forte abraço - c@urosa

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Mas passar também a vida sem sonhar, não é um bem viver. Claro, sonhar não fora da lógica d vida, mas sonhar é necessário. Parabéns.

Rui - Olhar d'Ouro disse...

A vida são realmente "2 dias" por isso tem de ser aproveitados da melhor forma!
bjs

Uouo Uo disse...

thx

كشف تسربات المياة
غسيل خزانات
شركة نظافة عامة

Uouo Uo disse...


thank you

سعودي اوتو