sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Depois do outono....... Minhas estações passam rápido.....Na falta de uma foto no post de ontem, recebi essa foto de Tossan, mas não combinava com o outono....Tornou-se uma nova estação.
Folha molhada (título da foto dele)

Essa folha tem vida
Como tem vida o seu olhar
 Ela está verde, viçosa
Não lembra o outono
Ela palpita
Como palpita o meu coração
Ao recebê-la
Ao vê-la
Uma folha molhada
 Meus olhos úmidos
Uma folha com vida
Uma vida, eu, emocionada

30 comentários:

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Paula!

A natureza e os sentimentos se encaixam tão bem nos poemas!

Adoro e sempre adorei a natureza! Ela é fonte inspiradora para muito poetas.

Beijos amiga e gostei do poema.

Jardineiro de Plantão disse...

Transpira poesia, em tudo quanto é poro... basta um mote... uma lembrança... uma qualquer razão, coloca a veia palpitante da emoção.

Que continue sempre assim.

Carlos

Bill Stein Husenbar disse...

Nesta época natalicia, desejo um Feliz Natal recheado de momentos bons e e inesqueciveis na companhia dos que mais ama. Que a alegria e a esperança s espalhe e se concretizem no coração de cada um de nós.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Mai disse...

Oi, Paula.
Úmidos olhos, emocionadas palavras, brilho teu.

Lindo!
Abraços.

tossan disse...

oi filha, assim o coração do tossan não aguenta. Esse teu poema lindo e ver a minha foto verde aqui é muito pra mim, mas eu aguento. Obrigado. bj

Vivian disse...

...o quê uma 'folha molhada'
não desperta num coração
de terra fértil, my God!

que 'casamento' perfeito.

os olhos do fotógrafo,
e alma da poetisa...

encantada deixo
muahssssssssssssss

Léo Mandoki, Jr. disse...

eu que sou anti-romantico assumido...gosto de ler o modo como vc expoe os seus sentimentos...e juntando ainda com a foto sempre perfeita do tossan...a combinação foi explosiva!! acho que vcs os deveriam explorar mais isso....foram uma dupla!!
deixo aqui a minha proposta!!

Everson Russo disse...

A folha tá viva porque tá molhada, nosso coração tambem tá vivo quando nossos olhos enchem de agua, e se teve um outono onde todas as folhas cairam e provavelmente foram levadas pelo vento forte, tambem teremos que acreditar na primavera onde tudo renasce, onde há esperança, não só no verde novo, como tambem de um novo coração, linda sua folha, sua poesia...beijos e um otimo final de semana....

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia!

Tem selinho da amizade la para vc.

beijooo

Juliana Lira disse...

Essa é a junção perfeita da imagem e da poesia.

Mil beijos

Daniel disse...

Folha viva... Assim como o coração, que deve estar sempre pronto pra um grande amor. Bjus.

http://so-pensando.blogspot.com

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Paula... Belíssima folha em qualquer estação do Ano... Adorei Amiga... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Sedokao Morutaru disse...

nos envolve.

Luiz Caio disse...

Oi Paula!
Uma folha molhada. Uma folha com vida. Um gesto! Uma vida por detrás da folha... Além dela!E diante dela a poetisa transforma em versos o sentimeno...
Uma linda poesia!

BEIJOS.

Thiago disse...

Tu soube descrever muito bem a folha molhada!

Eurico disse...

Paula, vim te ler e estreitar os laços da nossa amizade. Esse lirismo puro com que te acercas da vida é de uma beleza rara. Nós escondemos a criança que há em nossos olhos. Por isso a alma adulta só procura palavras e conceitos, não mais sente as coisas como elas são. Tua abordagem é pura sensação, por isso tua poesia é rara e bela, como belo é o teu coração, que inunda os olhos.

Amarísio Araújo disse...

Comovente e singela a poesia,Paula.
Emocionou-me tanto que ficaram os meus olhos úmidos.Viva o outono antecipado!!!
Um ótimo fim de sábado.
Um abraço.

Gerlane disse...

Estão lindas, querida!

Tanto a foto, quanto a tua expressão!

Beijos!

Cleo disse...

Belíssimo Paula, e as postagens anteriores estão dez, andei passeando pela página, admirando o que fazes com as palavras quando voltas de tuas visitas em outros blogs. Magnífico. Parabéns.
Beijos e belo domingo.
Cleo

Léia Carvalho - LC disse...

Mas... Pode ser só uma folha e pronto.

Carla Silva e Cunha disse...

passei para ver as novidades
beijos
bom fim de semana
Carla

Raíza Rocha disse...

uma câmera, um olhar ...uma poesia.


é a imagem invisível sendo fotografada.

bela imagem revelada em palavras.

bjos

Theresinha Coelho disse...

Vim dar uma espiadinha e deixo-te o meu carinho
Beijokinhas doces da
Thé

Bandys disse...

Paula,
Lindo tanto seu poema como a foto do Tossan!!

Beijos

Pavón disse...

Além de poeta ele é um grande fotografo, consegue extrair poesia de uma simples folha e voce traduz isso em versos molhados de felicidade....

Beijos

Pedro Ivo disse...

Amor, amor, amor, meu amor, meu grande amor. Que saudades esse mero mortal sentiu de seus escritos e da sua presença virtual. Mais eis-me aqui como sempre!
Devo confessar que lendo os seus escritos passados, fiquei curioso para saber quem era eu na festa em que fostes com sua amiga, mais no decorrer do texto, eu me encontrei.. rs!
E por favor, me mande um Eros dai!


Beijos.

[ rod ] disse...

Cheiro de folha em água.. terra batida, sol de cor.. que brilha e reflete e faz render fotossíntese nesse longo amor.

Bjs moça,





Novo Dogma:
saCro...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

João da Silva disse...

Linda, você e o Tossan me fizeram lembrar, agora, Chico Buarque: "qualquer canção de amor é uma canção de amor. Não faz brotar amor e amantes; porém, se essa canção nos toca o coração o amor brota melhor que antes." Que maravilha o que vocês fizeram: deram vida à folha. A hóstia não é o corpo de Cristo, mas representa esse corpo; o vinho não é o sangue, mas o representa. Em Hebraico (Jesus falava, ao que tudo indica, em Aramaico), àquela época, não havia determinados verbos nem determinadas conexões. Assim, Jesus não disse, ao pé da letra, "isto é o meu corpo" e "isto é o meu sangue", quando falou do pão e do vinho. É muito mais provável que ele tenha dito, segundo os grandes estudiosos, "isto, o meu corpo" e "isto, a minha alma". À conta da elipse, há ensancha para aplicação do verbo "ser", mas há outra, mais apropriada, para aplicação do verbo "representar". O mundo é feito de símbolos, a Bíblia, quer no Antigo ou no Novo Testamento, é cheia de símbolos, de metáforas, de representações. Esta folha representa uma série de coisas maravilhosas, desde a identificação suave e delicada de duas almas, até o Amor com A maiúsculo, que devia unir todos os seres-humanos, independente da distância. Parodiando o Chico, sua folha é a canção de amor que toca o coração; parodiando o Cristo, "isto, o amor".
Você e Tossan me fizeram chorar. Repartiram comigo, ou conosco, os leitores, o pão da amizade. Isto, a emoção.
Beijos carinhosos, com aroma de rosas, do João

Sol da meia noite disse...

Belíssima esta folha!

Promessa de vida.


Um beijinho *

O Sibarita disse...

Sei não, viu? Essa moça tá demais! kkkkk

Vai ver que essa folha é um outono/primavera, né não? kkkkkk

bjs
O Sibarita