segunda-feira, 29 de junho de 2009

Era uma vez um desejo adormecido que foi acordado. Mas muito precavido continuava a se esconder. Ele sempre foi submisso aos receios, medos, preconceitos, a razão. Um dia saiu para brincar o carnaval e foi desmascarado. Surrupiaram a máscara do desejo intocável. O medo reclamava da imprudência do desejo de sair por aí, se expondo, se arriscando. E o desejo tentava se esconder.O folião afoito arriscou falar o que sentia. Era tudo que o desejo sentia e queria ouvir. Mas o desejo só sabe falar com as palavras do medo. E repetiu o que sempre ouviu quando estava no seu esconderijo. O folião recuou. Achou que tinha magoado. Respeitou o medo do desejo, pois o seu desejo também sofre de muitos medos, entendeu, silenciou. Este silêncio perturbou o desejo, que ficou furioso de ser submisso ao medo. Se rebelou, arriscou, ousou, e se lançou. Sempre que o desejo supera o medo, o corpo agradece com um calor diferente, as carnes aplaudem a libertação, todos os poros sorriem. Então os desejos fizeram um pacto, calando o medo com um beijo.

38 comentários:

Vanna disse...

Nossa, lindo. Melhor mesmo não temer e assim poder realizar.
Bjs, lindos dias.

Codinome Beija-Flor disse...

Aiiiiiiiiiiiii,
Que delícia de texto.
Que forma mais deliiosa e cheia de coragem de calar o medo.
Parabéns.
Bj

Nanda Assis disse...

vc é mesmo demais, nos textos, coisa mais linda!!!

"Pecado é provocar desejo e depois renunciar"

bjosss...

Vivian disse...

...desejo que é DESEJO
mesmo,
não medo que o supere.

um beijo, querida.

adoro ler você..

adoro

Everson Russo disse...

Lindo demais, mais uma vez me vejo totalmente por aqui, adorei o pacto final, calar o medo com um beijo, eu ainda estou calando o desejo com um beijo, e deixando que o medo reine, na minha visão, o medo de amar sempre vai estar na frente, aquela coisinha avisando, aquela placa de contra mao, sempre vai ter algo lá no fund dizendo, "olha ai, lá vai voce de novo, será que nao lembra da ultima vez?", isso definitivamente não é legal, a gente fica prisioneiro de algo bem maior do que o que temos vontade de sentir...beijos querida, tenha uma linda madrugada de amor e paz....otima terça pra ti...

Gilbamar disse...

O desejo, quando proibido, acelera os ritmos do coração pelo medo, mas independente disso arrisca porque não quer recuar.Apesar de tudo, supera o temor e alcança a satisfação dos seus anseios.

Linda reflexão.


Poético abraço.

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Como vai?

O desejo não poderia mesmo se esconder por todo o tempo... Uma hora ele tinha que aparecer!

UMA HISTÓRIA MUITO BONITA!

TENHA UM LINDO DIA!

BEIJOS

Ava disse...

Deliciso esse atrevimento do desejo...
Quando supera o medo!!!

Paula, bom demais começar o dia lendo algo assim!


Querida, obrigada, sempre, por seu carinho...
Sei que está aqui... se precisar eu grito...rsrsrs


Beijos e uma linda terça para vc!

Elcio Tuiribepi disse...

Olá Paula, que bonito esse duelo entre o medo e o desejo, além da forma como narrou o sentimento. Cada vez que visito um blog fico pensando de onde saem tantas pessoas com tanto talento com as palavras. E o mais legal é ver um certo amadurecimento, um crescimento que nos faz escrever melhor, acho que é esta troca, cada um passando para o outro o que tem de mais denso dentro da alma. Uma ótima terça para você, um abraço na alma...

Érica disse...

Eu tinha adormecido um desejo.
Desejo de liberdade mental, de querer o que fosse, da maneira que fosse sem me importar muito com o que pensassem, ou comentassem os becos. Esse desejo puila carnavl todos os dias no meu coração, está livre e pode até voar, sofreu uma espécie de mutação, como uma lagarta virando borboleta. Porém outras coisas precisam acordar dentro de mim, muitas outras precisam adormecer.
Adorei o continho, lindo.

Lugirão disse...

O desejo é sempre mais forte que o medo.

Que seja sempre assim...adorei teu texto.

Beijos

caurosa disse...

Olá minha querida amiga Paula Barros, que bela reflexão, só mesmo você! Eu acho que nos momentos lúdicos de nossa vida o Desejo tem que ser o "sentimento maior", o pai de todos, para que todos os prazeres sejam sentidos e vividos por nosso corpo finito. Obrigado pela gentileza de seus comentários.

Muita paz e harmonia e mais inspiração,

forte abraço

Caurosa

Inside Me disse...

tem coisa melhor pra calar? qualquer coisa cala, concente e fica feliz, até o medo =]

Sol da meia noite disse...

A vida ensina-nos a maneira de superar os medos. De correr atrás dos desejos.

Beijinho *

Paulo Palavra disse...

medo não pode vencer nunca. viva o desejo!!

Maldita Futebol Clube disse...

Que o desejo siga a calar o medo e que o beijo siga a instigar o desejo, quem sabe daí algo mais não sutrrja...como diria jabor: amor, sexo, o que virá não importa , o que importa é o coração sentir e alma se regozijar1

Dois Rios disse...

Oi, Paula!

O desejo é soberano e sempre se sobrepõe ao medo.

Beijo,
Inês

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

ufaa,até q enfim,kkkk
de vez em qdo temos q mandar o medo pastar!!
bj Paula.
ótima semana!!

Maria disse...

Que texto bonito Paula!
Não podemos deixar que o medo se sobreponha à nossa vontade, ao nosso desejo! Que deve vencer, sempre...
... e que bonita forma de calar o medo...

Beijos, Paula

ceraunavolta disse...

nem me fale...desejos sempre afloram no carnaval..palavra de baiano!

Cαmilα ♥ disse...

Paulinha, fico encantada com seu poder de usar tão bem metaforas. A maneira como as poe em seus texto é exata e calculadamente ímpar.
Adoro!

BeijOs (sem máscara)

O Sibarita disse...

Hummm... calou foi? kkkkk

Oi dona moça, como foi seu São João, seu São Pedro? Ah sei, as mil maravilhas, bom né?

E dançou muito? Eu, apesar de substituir o Sibarita dei meus pulos que não sou de ferro não! kkkkkkkkkk

E o desejo, hein, hein... kkkk

Porreta seu texto, você é a tal!

bjs
ZéCorró

Luiz Caio disse...

Oi Paula!

O imaginar ao qual me referia, era a respeito da aparência da pessoa, de como ela seria fisicamente!
Imaginar o jeito de ser, eu também considero muito natural!

A respeito da foto, adorei o interessante!... Gentileza sua!
Mas obrigado pelo carinho de sempre!

TENHA UM LINDO DIA!

BEIJOS.

Carla disse...

essa é, sem dúvida, a melhor forma de calar o medo

para te dizer também que já há fotos nos "desalinhos" do lançamento dos "In-Finitos Sentires"
beijo

Déia Arakaki disse...

Bom dia Paulinha!!!

O Medo nunca deve vencer !!
Em nada e em nenhuma circunstancia!!
Que o desejo sempre cale o medo com um beijo...


Um forte abraço!!

Everson Russo disse...

Venho trazer flores da manha, pra desjar a voce um dia maravilhoso perfumado na paz e na poesia...beijos na alma e obrigado sempre pela sua amizade...

p.s.Nosso amigo Blue já está de comentarios liberado novamente...isso é muito bom.beijos

Blue disse...

Oi Andarilha!

Será que somos como foliões? Desaparecemos para depois retornar novamente? Sei lá.......

O desejos fizeram um pacto e por isso, voltei! Obrigado.

Beijos

Daniel Hiver disse...

Somos feitos de desejos. E a maioria deles escondemos por sutileza ou por que desejos ficam melhores que não são escancarados e só mostramos uma pontinha.
Aí damos vazão a todos eles nos encontros com alguém que nos atiça ou quando sentimos aquele friozinho que antecede o prazer...
Então tudo que acontece vale a pena.

Daniel Hiver

Carmen Martinez disse...

foi fantástico, que delícia de ler...

Daniel Hiver disse...

É bem assim mesmo. Um comentário assim do nada. Saber que alguém leu e que ficou pensando...
Também estou no trabalho. Mas as vezes quando fica calmo eu viajo... O tempo assim passa mais rápido e um jeito mais interessante. Fiquei todo todo aqui quando disse que depois vai dar uma olhada com mais tempo nas coisas que escrevo.
Isso aqui é mesmo interessante e inspirador. Uma troca.
Daniel Hiver

Me chamo Maria Dias disse...

Coincidentemente falamos de desejo em nossos blogs...Acho q o desejo move o mundo Paula,temos q ter desejo pra amar,pra trabalhar,pra viver!Se nao tem desejo a energia fica estagnada e a vida parada demais,então, um viva ao desejo q só mostra q estamos vivos e bem vimos!rs...

Beijinhos

Maria

Me chamo Maria Dias disse...

Vivos e bem vivos!

Pedro disse...

Ótima maneira de se calar o medo.

Wagner Marques disse...

Algo disso se pareceu comigo!

Zek disse...

Nossa ... que esse desejo seja livre corra livre, voe livre sem mascaras, sem medo, sem culpa!!


Lindo conto Paulinha.

Bjs

Panacea Musicalis disse...

Fiz uma visita rápida ao seu lírico blog. Volto com mais calma para a devida e aprofundada apreciação... Obrigado pelo elogio da frase do artigo "Moonwalker" no blog do MFC.
Bjos!

Evandro Varella disse...

O desejo tem tantas faces não é?
Escolheste uma das mais belas.
Parabéns pelo texto.

Deusa Odoyá disse...

Minha amiga Paulinha.
Os desejos fazem coisas com a gente que até Deus duvida.
Um belo texto, amiga.
Fique na paz.
Uma semana abençoada por Deus.
Regina Coeli.