quarta-feira, 26 de agosto de 2009


Faz tempo que acordei
Não quero levantar
Fecho os olhos
Remexo para lá e para cá
Com as mãos ansiosas
Tento desenhar meus sentimentos em você
Percorro suas linhas imaginárias
Sinto o cheiro da fonte que se derrama
Bebo dessa água emoção
É assim pulsando, vibrando, se derramando
Que gosto, que me extasio
 Deixo-me ficar
E nesse instante prolongado
Novas emoções vão surgindo
Sem me levantar
Sinto outras manhãs sendo acordadas
É só deixar fluir
De olhos fechados posso ver melhor, sentir você
Abraçar o que vem se delineando em mim
Sinto sabores na ponta da língua
Pego cores e vou redesenhando
Em mim, por ti
Esse transbordar de sentimentos
Que eretos me sugam e se derramam por mim

27 comentários:

Memória de Elefante disse...

Bebemos a mesma água até saciarmos nossa sede.
Transcendendo o instante, escrevemos nas linhas de nossa pele, o destino de nossas vidas.
Profundo, sensual poema... mergulhei em tua emoção!

Forte Abraço!!!

HSLO disse...

Paula, como sempre você é show em suas postagens...viu.


Parabéns.

Abraços...

Hugo

Uma aprendiz disse...

Obaaaa.

Então você vai passar por aqui em setembro?

Me avise.

Nosso amigo postou hoje, passe por lá.


Lindo seu texto, adorei.

beijos

ANIMAÇÕES disse...

Oi.. vi que foi no blog do meu irmão e gostou da minha animação..
então tô te convidando pra ir lá no animado desenho também..
muito legal seu blog viu. vou seguir também..
bjs

ANIMAÇÕES disse...

Oi.. vi que foi no blog do meu irmão e gostou da minha animação..
então tô te convidando pra ir lá no animado desenho também..
muito legal seu blog viu. vou seguir também..
bjs

Memória de Elefante disse...

Amanhecer assim
sem vontade de acordar
desperta o esboço
da tua presença em mim
aquarela de cores matinais
escorrendo no pensamento
A janela que não posso abrir
derrama o dia ou a noite
e minhas mãos tateiam
ausencia
a voz

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

EQTO OUVER SAUDADE, EXISTIRÁ ESSE AMOR TÃO LATENTE EM TD Q VC SENTE E ESCREVE!!
PARABÉNS E ÓTIMA SEMANA!!

F. Reoli disse...

Eretos... assim deve permanecer o desejo, quiçá, as sensações! Beijo, Paula

mfc disse...

Um poema para ser lido com os 5 sentidos bem despertos.

Dauri Batisti disse...

Acordar e não querer levantar pode ser bom ou ruim. Pode ser um peso a mais para o coração, ou uma asa a mais para voos bonitos. Pode ser...

Beijo.

Bandys disse...

Paula,
É só deixar fluir..os desejos.

A musica é Fly me to The moon, tem várias versões..a minha é com Olivia Ong.

Beijos
PS:Se tiver qualquer duvida. é só perguntar..

Maria Dias disse...

Das duas uma: Ou vc está numa boa safra super produtiva(fluindo e fluindo)ou resolveu tirar da gaveta seus pensamentos em forma de poesia!Seja o q for estou adorando viu?rs...

Beijinho

Maria

tossan® disse...

Belo poema Paula, aquele do e-mail também! Você vem pra cá e eu vou pra aí no Nordeste no mesmo mes de setembro..Só falta ser no mesmo dia...rsrsrs...Desencontro! Beijo

Diogo Caceres disse...

Mais uma vez adentrando em seu blog encontro um rio de emoções, sentimentos!! Belas palavras Paula, parabens... que seu blog possa ser cada dia inspirado, grande abraço!!!

Everson Russo disse...

Me sinto muito assim também, as vezes a madrugada me assusta, fico louco pra ela passar, sonhos perdidos, momentos loucos e coisa e tal, dai chega a manhã trazendo novidades, mas também não as quero, quero continuar ali a sonhar com nada, sem nada fazer e sem nada sonhar...sei lá, é meio louco isso....senti isso ao ler seu post...acho que me perdi como sempre....beijos e um lindo dia pra ti.

Cadinho RoCo disse...

Não é porque acordou que tem de sair da cama.
Cadinho RoCo

Mariana disse...

Paula que suave e maravilhoso os poemas encontrados aqui.
Voltarei, pq gostei mt.

Lídia Borges disse...

Um texto cheio de sensualidade a redesenhar cores nos sentimentos que transbordam.


Um beijo

Cαmilα ♥ disse...

Cheia de desejos e emoções!
Delicia acordar para mais um dia.


Um beijo querida Paulinha!

Deusa Odoyá disse...

OLá paulinha.
Um louco desejo, uma nova renovação.
Assim é o amor...
Um poema cheio de prazeres entregas e muito amor.
Uma semana de muitas realizações e glórias.
beijinhos doces, minha amiga.
Regina Coeli.
O siba pelo sinal deve estar a viajar, pelo seu sumiço!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula, falar em perder sono para mim é chover no molhado, não sofro de insônia, ela já virou minha parceira quase cativa, as vezes aproveito quando ela aparece para escrever e só por isso não fico tão stressado com ela...
Na verdade me adaptei a vontade dela, não tive outro jeito...e pela sua escrita, acho que faz o mesmo...sendo assim, que ela apareça de vez em quando...
Quanto ao Cacinho...ah...aquele menino transforma tudo em arte, desde pequeno, quando a arte dele tinha o sentido de arteiro...rs
Uma ótima sexta para você...um abraço na alma...parabéns pelo poema...

Nanda Assis disse...

coisa mais linda!!! eu senti cada palavra que vc escreveu.

bjosss...

Vivian disse...

...viajei neste post!

delícia, my God!

levantar pra quê,
se podemos gozar
destas sensuais
sensações?

um beijo, linda!

Cris Vieira disse...

Lindo poema!!!

entremares disse...

Os sentidos caminham, mais velozes que o olhar.
E assim surgem as emoções, o sentimentos.

Que esse rio nunca seque.
Rolando

myra disse...

como vc. ve estou aqui, adoro teu blog e tudo que voce é, e que vc. escreve....e mesmo si somente virtual, sinto vc. minha amiga de muito perto e me da coragem...
beijos

Daniel Savio disse...

Será que são devaneios mesmo, ou luxuria?

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.