terça-feira, 1 de setembro de 2009

Um sonho
Dos muitos
Dos variados pensamentos desconexos
Das divagações do sentir

No encontro
O olhar, o sorriso, o nervosismo
O abraço apertado sentindo o corpo
Ouvindo os corações baterem
O meu lado esquerdo no teu direito
O teu lado esquerdo no meu direito
O todo sendo sentido

E não precisaria palavras
A mão pegaria a mão
Os lábios nervosos não falariam
Se aprendemos a fazer leituras silenciosas dos poemas de amor
Se escrevemos o que queremos viver
Sabemos o que fazer
 Vamos viver! Vamos viver?
Diriam as mãos
Mãos nervosas, suadas, frias, trêmulas....ou não
Iriam acariciar de leve
No rosto, no corpo
Iriam desenhar os poemas escritos
Viveriam o momento que o coração embalaria
Que a respiração denunciaria

Vem? Diriam os olhos com cumplicidade
Com o sorriso tímido e atrevido ao mesmo tempo
Quero. Diriam as bocas em silêncio
Com lábios que sabem ler corpos
Sentindo os lábios se tocarem
E lábios sabem caminhos

E são bem guiados pelo nariz
Que sente cheiros
Despertam instintos
Mas teria carinho
Teria amor, teria paixão
Em cada toque
Em cada passo, em cada ato
Percebes? Sentes?
Bocas e línguas
São sábias quando os corações batem acelerados
Quando as mãos se encaixam e se guiam
Quando os olhos falam e sorriem
Os corpos não se sentiriam usados
Se sentiriam saboreados
Apreciados Tocados
Sentidos na plenitude

Tempo? O tempo parou
Só eu e você – nós
A emoção, os sonhos, o sentir
Não lembraríamos as dores dos nossos ontens
Só dos sonhos e dos poemas-desejos escritos
Sorriríamos. Como sorriem as crianças, como sorriem os loucos
Não nos preocuparíamos com o amanhã
Mesmo que não possamos estar juntos
Nos muitos amanhãs que a vida vai nos presentear
Entenderíamos ali
Naquele instante
O que é viver o momento
E não um momento qualquer
Porque eu seria o seu poema e você o meu
Mesmo sabendo que poemas precisam ser relidos, reescritos, burilados....e quem sabe, até descartados.....ou guardados
Mas nós dois sabemos que um bom poema Escrito por um sensível escritor Nos marca para sempre
Mente, corpo, alma.Você ficaria escrito em mim e eu em você
Eternamente!

28 comentários:

myra disse...

"Você ficaria escrito em mim e eu em você
Eternamente!"
estas palavras poderiam ter sido escritas por mim...para meu irmao...
obrigada...minha querida paula, nao ainda nao estou nada bem...nao consigo...e agora nem posso dormir, nem com somniferos...hoje chamei a Lia para ver como estava , mas nao a encontrei em casa, bem talvez melhor assim , se nao eu teria outra vez caido em lagrimas e quem sabe ela junto comigo...beijos

Memória de Elefante disse...

estava pensando em ti,agora...

. , .

MR disse...

Que bonito.
Inspirador.

Nao quero ter meu corpo usado, nem fazer o mesmo.

Quero ser apreciado.

É importante pensar nisso.

Maria Dias disse...

Uau!Isso é amor viu?!rs...Maravilhoso de se ler...Gostosa lembrança q divides conosco. Quer saber?Isso é ter história pra contar!

Ei menina!A festa está bem legal lá no Avesso mas estou sentindo a sua falta!Vc não vem me visitar?rs...Te aguardo com uma taça de champagner!

Beijocas!

Olavo disse...

Nossa..vc superou tudo..lindo.
beijos

Memória de Elefante disse...

Paula!
Um sonho bem sonhado numa bela noite e um ótimo despertar!
Beijo

Majoli disse...

Paula, simplesmente MARAVILHOSO o te poema, ah se eu pudesse viver um amor assim, desse jeitinho que descreves, seria completa.

Beijos no coração.

Blue disse...

Mas neste sonho/poema, nesta noite em que ele ocorreu, não teve tempo para insônia, pois foi um lindo e longo sonho!

Que bonitas palavras, lindo poema, tudo bem colocado. Parabéns.

Beijos

Diogo Caceres disse...

Oi Paula, boa noite!!
Que linda postagem, muito romantica, cheia de encanto...acredito muito que qdo as pessoas se amam ficam escritas no intimo de cada uma!! Os laços de verdadeiro afeto são eternos... parabens e grande abraço!!!!

tossan® disse...

Bela carta poetica de amor, aliás você é especialista nisso, faltou só a foto. Beijo

Vivian disse...

...um homem e uma mulher
envoltos em amor..um poema
de encantar.

sssssmacksssssssssss procê!

(Carlos Soares) disse...

Um sonho de um lindo encontro.Que ele aconteça... e não perca tempo,seja intensa,deixe mãos,bocas e línguas atuarem. Porque é asssim que tem que serr.beijos

Daniel Hiver disse...

Grande verdade essa que você disse. Me fez pensar aqui em algo que sempre acreditei no terreno complexo do amor: Que os corpos não foram feitos para ser usados e sim, saboreados! Perfeito!
Quanto a idéia do drink "Lauras" o que posso te dizer é que uma delas é para o paladar e a outra para a audição. Laura Hartwig é um excelente vinho chileno. Desses que não se bebe todo dia. Daí a ironia. Tão estranho quanto os poemas sem contexto, seria tomar um vinho desses ( de momentos especiais ) num copo de plástico descartável, desses que se usa para tomar café. E a outra Laura tem músicas para aquelas ocasiões em que se está sozinho, pensando de mais no que não deveríamos pensar tanto.
Drink Lauras... Anotei a idéia... rsrsrsr
Bebericar vinho chileno ao som de uma linda voz italiana.

Daniel Hiver disse...

Não creio que tenha se perdido. Mas me diz uma coisa. Tem um antialérgico aí para atenuar os sintomas de angústia?
Se tiver dá um toque!
rsrsr

sergio martins disse...

enquanto adormeço meus sonhos despertam
o que bate neste teu peito é forte!
.,.

Jardineiro de Plantão disse...

Passar pelo seu blog é sempre um momento de satisfação... ver como a poesia lhe corre... e nos transmitir as odes no seu mais intimo sentir.

Parabéns querida amiga.
Abraço

Deusa Odoyá disse...

Minha estimada amiga Paula.
Um poema lindo...
Um sentido do amor plenamente.
Os sonhos que nunca serão apagados em um coração enamorado e sonhador.
Uma semana de muitas realizaçoes e paz.
Beijinhos doces, minha amiga.
Desculpe a ausência, estive fora e quando dava entrava.
Regina Coeli
Aguardo sua visita na Deusaodoya.
Fique na paz.

Everson Russo disse...

Ola menina, tudo bem? deixo um beijo carinhoso no seu coração e o desejo que tenha uma linda tarde.

Memória de Elefante disse...

Este "sonho" é inquietante...para sempre

Beijo e ótima tarde....

mfc disse...

Escritos um no outro... que bela imagem!

Garota Misteriosa disse...

Nooossa super intenso, desejo ardente ao ler este poema...acredito que desde que comecei a visitar o teu blog este é o mais intenso e sensual dos seus poemas...Mas achei mto lindo e de certa forma até terno quando se revere ao outro.


Abraços:)

Cadinho RoCo disse...

Na poesia a permissão é plena.
Cadinho RoCo

Ana Lu disse...

{O meu lado esquerdo no teu direito
O teu lado esquerdo no meu direito}
PERFEITO, assim como todo o teu texto!
E pra variar eu fico leve quando leio
^^
Bjoss

Everson Russo disse...

Voltei, desculpa, dei vexame daqueles feios, o mesmo que passar por uma pessoa conhecida pela rua, olhando pra ela e não cumprimentar...rs...rs...sinceramente, acho que desliguei hoje cedo, deixei um alo aqui sem comentar, achei que o post era o mesmo de ontem...desculpa de coração...vamos lá...vexame total...rs...rs...

No encontro a gente leva tudo na bagagem, a vontade de conhecer, sentir o perfume, o afeto do abraço, o tom da voz, o brilho do olhar, matar aquela curiosidade de descobrir o ser e nesse descobrir decifrar a alma, os sentimentos, tentar atraves do outro nos entender tambem, ver diferenças, novas cores, sei lá, são tantas as loucuras de um encontro, penso até que o antes, aquele misteriozinho, de como vai ser o que virá, tambem é muito gostoso, e o depois, a saudade que possa deixar...pena que a vida é feita de encontros, mas desencontros tambem....beijos menina, uma linda noite, foi legal ter me mandado o email, deu tempo de corrigir minha lambanaça.....fique com Deus...

Elcio Tuiribepi disse...

OI Paula...bom dia, pelo jeito as palavras tem estado com você, a escrita está muito bacana. Eu, ao contrário tenho tido algumas dificuldades em escrever, apenas tenho mexido em alguns poemas mais antigos que nunca postei. è a falta de tempo,é o meu TCC me deixando doido..rs
Mas ontem na aula deu um estalo e saiu pelo menos o titulo para o próximo poema..."O homem que colecionava casulos", agora só falta o resto...uma hora sai...rs
Parabéns pelo poema...um abraço na alma...

Lira Santos disse...

Lindo,lindo e lindo..
Muito lindo mesmo
beijo e muita luz para vc...

Memória de Elefante disse...

Oi Paula querida!
Li agora teu comentário...por trás de uma mentira ,no fundo sempre existe um pouco de verdade.Entre cerdades e mentiras, fingindo ou não ,pintamos as linhas da vida.

Beijo ... o Elefante ,apesar de a ter na Memória, estava com saudade!

Daniel Savio disse...

Interessante, pois um texto longo possivelmente é real, se é real, tem alguém pelo que o teu coração está balançado...

Então, quando vai apresentar ele para gente?

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de curioso.

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.