sábado, 21 de novembro de 2009

Portas e janelas em Paraty - RJ



































































Lembrei das muitas portas do coração e da alma
De  quando elas se trancam
Me fecham para o mundo
Ou de quando elas se abrem
Me soltando para o mundo

33 comentários:

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Everson Russo disse...

O quando as trancamos o amor se sente aprisionado e torna se infeliz, e quando as abrimos o amor foge e nós ficamos infelizes....beijos e um lindo domingo.

Andre Martin disse...

ó... Windows!!
XP ou Vista? rssss

Daniel Savio disse...

Na verdade, o coração só tem uma porta, e esta mesma porta dá para os dois...

As janelas e portas de antigamente era bonitas, agora tudo tão aluminio e vidro...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

tossan® disse...

Portas & janelas dizem muita coisa.
Mas não gosto quando elas se fecham para sempre. Linda postagem. Beijo moça

José Ramón disse...

Um blog muito interessante.

Greetings from a criatividade ea imaginação das fotos Jose Ramon

myra disse...

lindas... adoro janelas vistas por fora :)))) mas qdo estamos dentro tem que abrir ao mundo...
beijos, minha querida e um bom domingo,

Fernanda disse...

E esse abre e fecha dela nos liberando para o mundo ou não é essencial.

Pelos caminhos da vida. disse...

Um Anjo para Você


Para iluminar seu caminho,
para colocar ordem na sua vida,
para você ter sempre a certeza,
de que ele está ao seu lado,
em todos os momentos.

Em qualquer situação,
na sua tristeza e na sua alegria.

E mesmo que você se esqueça dele as vezes,
ele estará sempre do seu lado,
lhe ajudando, lhe dando conselhos,
lhe conduzindo na sua estrada,
as vezes triste, as vezes alegre.

Ele sempre vai dar o melhor de si,
para lhe ajudar, e em troca disso,
ele só quer que você saiba dele,
que acredite nele.

Não precisa saber o nome do seu anjo,
basta lembrar dele como uma luz,
a iluminar o seu caminho.

E você pode ter certeza de que ele é assim,
uma imensa luz, que não se apaga nunca,
que não fica fraca,
que jamais perde sua força e seu brilho.

Um lindo anjo para você...
Que você possa contar com ele,
Sempre....sempre...

(Vilma Galvão).

beijooo.

walter disse...

Oi Paula
E foram muitas as portas, por onde entrei, e muitas as janelas por onde espreitei... a bela baía de Parati...
Recordo aquele dia, em que à porta do Comendador António Conti bati... para lhe oferecer um exemplar de uma conhecida revista portuguesa sobre viagens, e onde seu filho (barqueiro), serviu um dia de guia a uma equipa de reporteres portugueses. Feliz ficou toda a sua familia e... em familia ali fiquei, degustando um divino café da manhã...
Adorei recordar através destas (tuas) portas e janelas, dos mais belos e saudosos momentos da minha vida...
Ameeeeeei!!!
Bom domingo
Beijo

Francisco disse...

Sempre gostei mais de portas do que janelas.
Talvez por preferir a liberdade de entrar e sair, do que ficar à espreita na janela. rsrs
Ainda assim, a janela também pode ser uma forma de escaparmos numa emergência! rsrs
Falando em entrar e sair, meu "Banheiro" está reformado e aberto. Aguardo sua visita! rsrs
Beijãozão!

Franzé Oliveira disse...

Porta e janelas
Quais portas entrar?
Quais janelas abri?

Bjos menina linda.

Cris Animal disse...

Paulinha, olhando essas imagens pensei exatamente bo que vc postou!
Quantaos vezes fechamos janelas e buscamos a luz. batemos portas e as trancamos e imploramos por amigos.
Somos contraditórios em nossas escolhas, muitas vezes. beijo enomre


Cris Animal

Nanda Assis disse...

que lindas janelas, e lindas palavras.

bjosss...

Anônimo disse...

....pela janela do quarto, pela janela do carro, pela tela, pela janela....quem é ela, quem é ela, quem é ela?

Tozé Franco disse...

Bonitas porta e janelas, sem dúvida.
Um abraço.

Jardineiro de Plantão disse...

Já agora... em que parte do Alentejo, fica Paraty?... Se andar por uma Aldeia alentejana, vê as mesmas portadas por onde a alma entra e sai... Sai e entra... Que as janelas nunca se fechem, e deixem entrar a luz que acompanha em sua visita.

Abraços,abraços

Gilson disse...

Paula

Adoro essas portas e janelas do Brasil colonial, você me deixou enebriado com s fotos e que poema lindo abaixo. Estou precisando abrir algumas portas e fechar algumas janelas.

Abs saudosos

Maria disse...

Muito melhor quando se abrem de par em par...
Belas fotos, Paula.

Beijo

Pedro disse...

Hmm... saudade de Paraty...

Allyne Alves disse...

Saudades daqui, querida! Como estao as coisas?

Beijos

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

q lindo!!!qdo uma porta se fecha, se abrem muitas janelas...ótima semana!!!

Sam disse...

Lindas imagens! Faz mesmo a gente se transportar, seja pro mundo de fora, seja pra dentro denós mesmos!

Sonhar é bom! Melhor se for na realidade!

Beijo Meu!

Olhos de Mel disse...

Querida Paulinha; assim também pensei. Parecem caminhos que se fecham. As que teem algum lugarzinho aberto, me deu a impressão de esperança. Mas sabe que gosto desse estilo? Me lembra Sto. Amaro, no meu tempo de criança. Hoje muita coisa mudou e é difícil encontrar alguma arquitetura daquele tempo.
Boa semana! Beijos

Mário Lopes disse...

Lindas são as janelas
E as portas de Paraty.
Verdes, vermelhas, amarelas,
Azuis, castanhas ou rubi.
Que interessa a cor delas
Se estou enamorado de ti?
Abre a porta meu amor
Que te trago uma flor
A mais linda que eu já vi
E mesmo assim, compara,
Como o sol na manhã clara
É para ti que sorri!

Pelo rio Perequê-Açu eu vim
À tua casinha bater
E sem ainda te ver
Como o coração pula em mim!
Abre a janela meu amor
que te encho de ouro meu
só de olhar o rosto teu
porque um dia eu te vi
à janela,
não me lembro da cor,
Porque tu eras a flor
Mais linda de Paraty!




Nunca fui a Paraty. Mas a Paula querida, levou-me lá, sem querer e sem saber, com as suas belas fotografias e os seus ais em poesia. E por me ter levado a tão linda cidade, uma flor singela lhe deixo, o meu poema, para lhe agradecer. Gosta de papoilas? Era nelas que estava a pensar...
Beijo carinhoso.

Anônimo disse...

NHACC ...stumpf ..oh! ridículo catador...

Vivian disse...

...imagens perfeitas neste
seu olhar.

prefiro as janelas que
fechadas, guardam vidas.

abertas, revelam-nas
e encontram novas vidas.

deixo bj

Everson Russo disse...

Bom dia menina do coração encantado, que sua semana seja de muita paz e muito carinho, sorrisos mil e beijos na alma.

O Sibarita disse...

Fia, tudo que se fecha um dia abre! Repare... kkkkkk

As fotos são porretas, antiguidade é outra coisa, faça fé!

Se as portas estavam abertas, para que fechou? kkkkkkkkkk

Ei, por que não leu a postagem sobre Zumbi? Aliás, você tá indo tão rapidinho lá no blog e vez por outra com se tivesse com medo, é isso? De que? De ZéCorró, é? Aiaiaiaia... kkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Mai disse...

Uma série significativa. Imagens de abertura e todas fechadas. A primeira foto, me espantou porque tem grades. Paraty marcou a minha vida, tu sabes. Então penso que um lugar onde o tempo parece ter parado numa janela qualquer do passado, a modernidade violenta impõe grades. Vou sair daqui com esta imagem em minha memória.

Beijos, amiga.
Fique bem.

Blue disse...

Paraty é um encanto.
Foi bom vir aqui e ver estas fotos.

Beijos

Fabiano Mayrink disse...

As portas da vida...
as vezes me tranco em meu mundinho, preciso abrir a porta e deixar a vida fluir...!

João disse...

"...Minha vida tem janelas e eu abro todas elas...", escute e sinta a música É MINHA VIDA de Geraldo Azevedo e Capinam. Linda. E acredito que a vida é livre se mantemos aberto aquilo que nos encerra. Não fecho portas, não fecho janelas, mas cuido de quem entra por elas e, claro, de quem quer sair. (Recife,PE).