segunda-feira, 23 de novembro de 2009


Tantos anos tentando me conhecer
E quando me desconheci
Achei interessante


Anos e anos me buscando
E quando me perdi
Me encontrei bem


Nem me alegro, nem me entristeço
Com o pouco que sei de mim
Com o muito que me desconheço
Com as descobertas
Apenas percebi
Que tudo são fases
E tudo passa





26 comentários:

Luiz Caio disse...

Oi Paula! Bom dia!

Nossas emoções nos surpreendem a todo instante! Podemos imaginar, mas não podemos saber realmente, como reagiremos diante de determinadas situações!

Mas esta certeza podemos ter realmente, tudo passa mesmo!

Mas acredito também, que tudo pode ser refeito... Será sempre possível resgatar algo que tenha sido importante em nossa vida, e será sempre muito dificil!

TENHA UMA LINDA SEMANA!

Beijos

Daniel Savio disse...

E espero que passe principalmente as fases que você esteja triste...

Fique com Deus, menina Paula.
Um abraço.

Cris Animal disse...

Perder-se em si mesma é a melhor forma de saber quem somos. Verdade!
O bom nisso é que sempre nos deparamos com o que não imaginávamos, mas uma imagem nova e sempre acolhedora a nossa alma.

Nesse acolher-se, tudo passa...com certeza!

beijo grande pra vc

Maria disse...

Pelo que escreves posso dizer que te conheces... e que é bom ter o teu espírito positivo.

Beijos, Paula

Marcelo Mayer disse...

sempre me encontro sozinho

adorei este! foda!

(Carlos Soares) disse...

Passar passa sim.mas não creio que seja um "passar" como algo que foi embora.São apenas renovações,recomeços e isso talvez seja o charme da vida.Texto inteligente como sempre.Beijos e ótima semana

walter disse...

Olá Paula
De vez em quando é bom fazermos estes momentos de introspecção...
conseguiste-o através das palavras, poesia bela...

Óptima semana!
beijos

Jeanne disse...

Olá, tem um selinho pra ti lá no blog.
Beijos :)

Fernanda disse...

E que bom que elas passa,ahh as fases da vida...cada uma traz e leva algo.

walter disse...

E eu cá fico esperando no cais... pelo teus barcos...
Dia 19 de Dezembro podes cantar... Parabéns pra você...
Espero que ser sagitário não seja assim tão ruim, eu pessoalmente não ligo muito, mas sempre temos aquela curiosidade de dar uma espreitada nos horóscopos, não é mesmo?
Boa semana

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Verdade e poucos sabem reconhecer quais são essas fases. Se todos conhecessem e compreendessem, as coisas seriam bem melhores, com certeza. bj paulinha

O Sibarita disse...

ô Fia, você é lua, é? Mulher de fases? kkkkkkkk

Todo mundo é um pouco de lua, né não?

Dona moça, o problema é que as vezes a fase é de lua cheia e ai não sabemos aproveitar, resultado, a minguante aponta no horizonte e se a gente não fechar a janela ela invade o nosso quarto, senta na nossa cama e nos apresenta a dona solidão que não é besta nem nada se apossa da gente, né não? kkkk

Enquanto isso, o sol na espera de sempre baixa o facho quando percebe que a fase do outro lado é cheia e de repente veste-se de minguante para ele, ai meu Deus do céu! Né isso não? kkkkkk

bjs
O Sibarita

Opuntia disse...

Lindo poema, Paula!!! Como disse Clarice Lispector, "perder-se também é caminho". Quando tudo parece perdido, encontramos a essência.


Bjos

Francisco disse...

Paulinha!
O Auto Conhecimento é tudo!
Sentimos, tocamos, desconhecemos, olhamos para dentro, e quando menos esperamos, estamos ali à nossa frente. Para nossa alegria, ou não!
Meu amigo Popeye voltou, e mandou para vc...
Aquele Beijãozão!

Simples Assim... disse...

"Anos e anos me buscando
E quando me perdi
Me encontrei bem"

É uma constante me perder e me encontrar, pra perder mais adiante. Cada reencontro é surpreendente. Às vezes me encontro mais frágil, mais louca, mais "perdida", nem sempre o que vejo é agradável, mas sempre é bom.

Bjs.

myra disse...

minha linda e querida Paula, voce vai se encontrar e nao encontrar, toda a vida...o que tem que fazer, acho eu, è somente viver....
seja feliz de qualquer maneira...beijos e obrigada pelo comentario,

myra disse...

e a imagem, adorei!!!outro beijo,

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Que lindo poema!! Lembra Cecília Meireles.Um beijo!! E continue a sua procura pois com certeza a cada dia é uma grande e deliciosa descoberta. Bjs!!

Everson Russo disse...

Interessante como são os poemas, todos nós passamos junto, vamos embora depois de uma historia contada, deixamos e levamos saudades, e jamais aprenderemos tudo, sempre tem algo e algo por dizer, talvez seja esse o misterio profundo, não descobrir tudo, pra deixar um gosto de quero mais...não sei porque, acho que ando fora do ar...voce bem entende isso, seu post me lembrou, não pela imagem simplesmente, mas pelo conteudo, da musica Sapato Velho do Roupa Nova...depois ouve noYoutube,,,,"...Hoje não colho mais as flores de maio nem sou mais veloz, como os herois, talvez eu seja simplesmente como um sapato velho, mas ainda sirvo se voce quiser, basta voce me calçar que eu aqueço o frio dos seus pés..." coisas de roqueiro....beijos eum lindo dia.

Mai disse...

A foto ficou uma obra de arte, amiga. Folhas secas de castanheira e um sapato velho, perdido, sozinho e abandonado mas você transformou a imagem de abandono em arte. Ícone de quem procura.
Fases, ciclos, períodos de renovação. Interessante que a mim parece sempre que você é uma dessas turbinas que transmutam água em energia. E parece que foi isto que você conseguiu retratar em sua fotografia e neste texto.

Beijos, querida.
Saudades.
Abraços na Lara.

Sol da meia noite disse...

E tudo passa mesmo... ciclos se fecham, ciclos se abrem...
E a cada novo dia, novo desafio...

Beijinho *

Jardineiro de Plantão disse...

A foto está belíssima e o poema respeitando o pensamento.
Quando pensamos que nos conhecemos, nova ordem nos submete e nos descobrimos novamente, só indica que avançamos e não regredimos... por vezes nos perdemos no rumo traçado... para reencontro mais à frente...Olhar assim de viés por cima do ombro nos faz por vezes ver as curvas que fazemos.

Abraços

Lira Santos disse...

Diz muito esse poema...
Adorei,boa escolha,
um beijo

Layara disse...

....rsssss....adorei...

somos assim as vezes pensamos que nos conhecemos, nos admiramos com nossas esquisitices e chatices e com tantas coisas que descobrimos em nós.
Somos uma caixinha de surpresa...

Lindo post.

beijos de Luz!

Fabiano Mayrink disse...

as vezes devemos nos "perder" para nos encontrarmos, nos perder em bons pensamentos, nos perder em bons amores, nos perder para a vida!

bjs!