domingo, 8 de novembro de 2009


Vejo, da janela estreita, o amor do céu com o mar. O céu se deita sobre o mar, escancarado, despojado. O mar se abre, pernas azuis de norte a sul. Quanta beleza.

Nunca sei se o céu beija o mar ou o mar beija o céu. Se beijam, alargando o horizonte. E se tocam com seus azuis vibrantes de paixão.
Sinto, da janela estreita, a brisa desse amor. Cheiro de maresia dos corpos. O céu se aninha ao colo do mar, e sente o cheiro forte, e beija, e se roça. Quanta imaginação.
Escuto, da janela estreita, esses dois amantes, entre sussurros e gemidos. Não há ondas, só a calma do após amor ardente. Encontro de horizontes.
Observo, da janela estreita, os dois fazendo declarações de amor, sem pressa, sem redemoinhos, sem destino certo. Só o encontro perfeito dos azuis, do céu que cheira e beija o mar, e do mar que acolhe imensamente, abrindo os braços de leste a oeste.
Vejo o horizonte sorrindo, sorriso amplo, com esse amor do céu com o mar.

16 comentários:

Daniel Savio disse...

Prefiro a janela do teu coração, pois ele que esta viveciando tudo isto...

Hah, não liga, as vezes só coloco o raciocinio no meu nivel particular de pensamento, ai sai cada coisa...

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

tossan® disse...

Adorei isso moça, poesia em texto e foto. Teu devaneio fotografa, vibra e ama. Beijo

Nanda Assis disse...

vc é privilegiada por ter uma vista pro mar e te-los ceu e mar, de mãos dadas unidos, p te inspirar.

bjosss...

Gilson disse...

Impressionante como podemos ver tanta beleza numa foto narrada por você, seu coração deve estar a mil por hora. Mas também acredito piamente nessa conjugação de amor entre o céu e o mar.

Abs

myra disse...

texto cheio da amor, e nao somente entre o ceu e o mar! voce esta rodeada de amor, tenho certezA!para escrever desta maneira .....
beijos

(Carlos Soares) disse...

Romanntismo e sensualidades sutis,Paula. O céu e o mar fzem um grande "côncavo e convexo". De vez em quando eu sou céu,de vez em quando eu sou mar.É bom trocar,né.Parabéns.bjs

Everson Russo disse...

Que delicia, ta vendo como é a vida, como são as trocas de ideias, eu jamais tinha pensado da minha janela em um filme erotico entre o mar e o ceu...rs...rs...ficou deliciosamente gostoso de se ler, de se desenhar na mente cada movimento sensivel e sensual da mae natureza em beneficio do belo....beijos menina de paz e poesia e uma linda semana.

A Magia da Noite disse...

para olhar o horizonte não precisamos de janelas muito amplas, até pela fisga conseguimos olhar, basta que nos aproximamos e nada haja a nos limitar.

Memória de Elefante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jardineiro de Plantão disse...

A sensualidade na magia do acasalamento, num movimento irreal, onde a brisa é o amor desabrochando num horizonte infinito.

Beijo fraterno.

Carlos

Diva disse...

Oi,Paulinha

Extremamente belo!Céu, mar e você a aprecia-los.
Obrigada por tornar melhor o meu dia hoje com este post tão bonito.
bjus

Cadinho RoCo disse...

Que lindo poder sentir assim o mar da janela aberta escancarada pra lá de onde surgem e voltam as ondas e as nuvens também.
Cadinho RoCo

Francisco disse...

Da vista privilegiada da sua janela, tenho certeza que vc observa também algumas brigas e cenas de ciumes entre o céu e o mar em dias de tempestade. Mas nada supera o dia seguinte, quando o azul predomina e ambos voltam a se amar como nunca!
Aquele beijãozão, Paulinha!

Blue disse...

E que visão!

Cada um tem a sua janela. Basta querer olhar para fora e enxergar.

Beijos

Daniel Hiver disse...

Não sei explicar. Não sei mesmo. Mas as vezes quando te leio tenho a sensação de frases e emoções conhecidas. Um jeito singular que tens de deixar sair as palavras. O leste-oeste que marca os braços abertos. O céu e o mar que se confundem na linha do horizonte. O norte e o sul tão distantes, mas que as vezes encurtam as distâncias. As imagens. As sensações. Tudo belo.
Um bom restante de semana!
E, se a vista é da tua janela mesmo, é realmente uma bela vista

O Sibarita disse...

É sim, encontro de céu e mair, tem coisa melhor? Não é onde por a lua e o sol são admirados? kkkkkk

Texto bacana!

bjs
ZéCorró