quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Plante sonhos


foto - entrada de Joinvile-08


Sonhos são feito flores
Temos que escolher as sementes e o solo
Plantar, regar, colher

Alguns sonhos vão morrer mesmo antes de nascer
Outros vão crescer e florir a vida
Alguns vão se destacar, sobressair
Serão inesquecíveis
Vão colorir as lembranças

O importante é nunca deixar de plantar sonhos
De todos os tipos, bem variados
Cuidar deles com muito carinho
Morrendo um, outros vão perfumar os dias
E a vida será um eterno jardim de sonhos
Um jardim sempre florido, perfumado e colorido

21 comentários:

Daniel Savio disse...

Mesmo que um sonho morra, ele pode ser adubo para outro sonhos, não é?

E boa poesia.

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Anônimo disse...

poeta, e se for um sonho louco?

Maria disse...

Plantei sonhos toda a vida, ainda os planto. Às vezes nascem flores belas e perfumadas, que ainda duram, quase uma vida. Outros nascem e morrem, e quando morrem só deixam saudade. Há outros sonhos plantados que ainda estão por nascer...
Belo o teu jardim de sonhos cheirosos e de todas as cores!

Beijo.

Marisol disse...

Ganhei de presente de aniversário de uma criança de cinco aninhos , quatro grãozinhos de feijão mágico , aquele da história de João e o pé de feijão . Foi um dos presntesmais especiais que ganhei na vida , porque nele estava impregnado toda a mágica de sonhar ...
Planto sonhos todos os dias e nunca esqueço de regar , adubar e tratá-los com muito carinho , sabe por que ?!!! Quem não sonha , não tem esperanças e quem não tem esperança , tá morto .
Lindo texto , parabéns !!!
Você ésempre supreendente

Riff disse...

Ai que lindo...nunca havia pensado desta forma tão fácil, simples e de uma profunda pureza...regada de sensíbilidade q. vc. percebeu e nos presenteia assim... Amei querida. Sem sonhos agente nem levanta da cama...projetos, um dia apos o outro e esta incansável plantação de SONHOS. Muito fofo. Bjitos grande dia.

Everson Russo disse...

Plante sonhos e colha felicidade,,,amor,,,e um mundo bem mais colorido,,,um coração bem mais latente,,,e uma alma bem mais serena....que deixemos pelos nossos caminhos varios e varios jardins...beijos de lindo dia pra ti.

Memória de Elefante disse...

Paula!

Às vezes a vida, o sofrimento, as injustiças é maior que nós. Mas se acreditarmos numa luz que mora lá no fundo, dentro da gente, voltamos a sonhar.

Adorei passear neste teu jardim!

Deixo-te meu beijo

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Plantar sonhos sempre. São eles que acalantam e movem nossos corações. Viver sem sonhos, é estar morto de pé. beijos

myra disse...

"O importante é nunca deixar de plantar sonhos
De todos os tipos, bem variados
Cuidar deles com muito carinho
Morrendo um, outros vão perfumar os dias
E a vida será um eterno jardim de sonhos
Um jardim sempre florido, perfumado e colorido"

gostei muito deste poema, e mais ainda destas ultimas linhas, MUITO importantes!!!
beijosssssssssssss

Uelton Gomes disse...

Olá Paula.

São os sonhos que movem a vida, seja sempre uma sonhora Paula.

Abraços

walter disse...

Olá Paula!

Ao ler o teu belíssimo poema, imediatamente me lembrei de um dos mais belos poemas que conheço que fala exactamente do "Sonho" e que se chama "pedra filosofal" do Grande Poeta Português António Gedeão, pseudónimo de Rómulo de Carvalho e por o amar tanto, presto aqui no teu espaço uma singela homenagem àquele que foi um dos maiores vultos da literatura portuguesa.

Transcrevo aqui esse maravilhoso poema, poema este que Manuel Freire cantou magistralmente...

Paula, para ouvires a "pedra filosofal", pesquisa no google ou youtube em Manuel Freire: pedra filosofal

caso ainda não conheças, acredito que muito te emociones... espero que gostes!

PEDRA FILOSOFAL

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

,,,

António Gedeão, in Movimento Perpétuo, 1956

,,,

Paula, depois me diz se gostaste!

um beijo

Walter

walter disse...

Olá Paula!

Ao ler o teu belíssimo poema, imediatamente me lembrei de um dos mais belos poemas que conheço que fala exactamente do "Sonho" e que se chama "pedra filosofal" do Grande Poeta Português António Gedeão, pseudónimo de Rómulo de Carvalho e por o amar tanto, presto aqui no teu espaço uma singela homenagem àquele que foi um dos maiores vultos da literatura portuguesa.

Transcrevo aqui esse maravilhoso poema, poema este que Manuel Freire cantou magistralmente...

Paula, para ouvires a "pedra filosofal", pesquisa no google ou youtube em Manuel Freire: pedra filosofal

caso ainda não conheças, acredito que muito te emociones... espero que gostes!

PEDRA FILOSOFAL

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

,,,

António Gedeão, in Movimento Perpétuo, 1956

,,,

Paula, depois me diz se gostaste!

um beijo

Walter

walter disse...

Paula,

me desculpa, publiquei duas vezes, estou com problemas na net, me pareceu que não tinha enviado e... enviei outra vez! rsrsrs

beijo

Everson Russo disse...

Bom dia minha querida,,,realmente voce anda me abandonando..rs..rs..eu te vejo pairando pelos amigos e nada de aparecer,,,mas tá perdoada...rs..rs..rs..rs...interessante que quando eu escrevi não pensei,,,mas quando montei o post me veio nosso amigo Blue sim,,,,afinal,,,ele escreve maravilhosamente bem,,,,,beijos e carinhos de otimo final de semana pra ti....

Vivian disse...

...loucos os que pensam
poder viver sem sonhos.

estes sentimentos que nos
levanta em cada manhã
para sorrir com o sol,
este que faz germinar
as sementes dos nossos
quereres.

beijo, doce poeta!

Tatiana disse...

Que os nossos sonhos, sempre alimentem a nossa alma!

Intensamente belo o seu sentir em palavras!

Beijo com carinho

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso de lindo sabado cheio de poesia e cor pra ti,,,

walter disse...

Paula,

a tal praia fica somente a 2 ou 3 klms de Sesimbra e se chama Ribeira do Cavalo, é uma praia selvagem, das mais belas que conheço. Felizmente que o seu acesso por terra é extremamente difícil, assim longe (e tão perto) dos olhares dos muitos milhares de visitantes que Sesimbra recebe a cada Verão, ela é uma pérola natural que só se oferece aos aventureiros corajosos... pura adrenalina chegar até lá...rsrsrs

eu a descobri este ano e só por mero acaso, numa das minhas caminhadas que habitualmente faço ao redor de Sesimbra... nem sequer alguma vez eu tinha ouvido falar dela, só os locais a conhecem e porventura aventureiros como eu rsrsrs...
fui três dias seguidos e num desses dias, ali estive sózinho durante as horas que ali permaneci e que o senti não tem explicação, achei mesmo que aquela praia tinha sido um presente de Deus só para mim...

conto mais tarde postar algumas fotos deste paraíso natural!

bom fim de semana!
beijo
Walter

Allyne Alves disse...

Uau, Paula! É sempre incrível ler as lições da vida que vc nos passa...É exatamente assim que a coisa funciona! Texto PERFEITO!

Bjs

Sonia Pallone disse...

Lindo minha querida Paula, poetar sonhos é plantar sementes na terra árida do impossível... Bjs.

Ilaine disse...

Que belíssima comparação, Paula. Realmente, sonhos são como uma flor delicada, é preciso cuidar dela e ainda assim ... às vezes morre. Plantemos sonhos, pois!

Lindas palavras, poetisa querida. Abraço