sábado, 22 de janeiro de 2011

Embriagar-me


Vou beber tuas palavras, tomar de goles teus pensamentos. Deixar penetrar no sangue. Circular nas veias. Irrigar a mente. Sufocar o ar dos pulmões.
Vou me embriagar da beleza das tuas cenas. Das histórias que me consomem. Da maravilha dos teus textos.
Vou rodopiar trôpega em cada frase. Voar com os teus personagens. Com cada sentimento lido. Com a inquietude do ser que lhes habitam.
Vou ler e reler os teus capítulos. Apalpar a pulsação dos parágrafos. Me deleitar com a boniteza da construção do enredo.
Vou me permitir ser leitora. Ser a assistente de palco. Ser coadjuvante. Estar nas coxias. Ficar na plateia. Aplaudo de forma delirante as palavras que você dá vida.

10.07.10

14 comentários:

Antonio Carlos disse...

Nossa Paula, uOOOOuuu, isso é muito bom! Gostei de ver a liberdade com que voce escreveu, Parabéns!
Beijos

Maria disse...

Bebe, embriaga-te, liberta-te!
Belíssimo texto!

Beijos, Paula.

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes apetece-nos ser apenas espectadoras da vida...ficarmos apenas a ver do lado de fora...um texto lindo.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Jacinta Dantas disse...

Nossa!
pelo que sinto ao ler o seu tão inebriante "embriagar-me", você está fazendo uma gostosa declaração de fã número 1 a alguém que escreve com a facilidade do ato de se tomar um copo d`água. Seus contos e poemas são, de fato, de fazer a gente ler, reler, ler de novo e, APLAUDIR.

Bj e bom domingo

Maria Dias disse...

Uau!
Deixar o sentimento te levar...Ser..estar...sentir!Percebo q está a dar asas aos teus sentimentos sem mais medos!

Beijo e ótimo domingo!

Maria

Everson Russo disse...

Isso sim é que é desejar participar do espetaculo da vida,,,seja como coadjuvante ou ator principal,,,o importante é estar...beijos de otima semana pra ti.

Dona Sra. Urtigão disse...

apaixonadamente apaixonada

Pena disse...

Olhe, Fabulosa Amiga Paula:
Fiquei mudo perante tanto encanto e ternura.
Estou perplexo. Estou fascinado. Estou maravilhado.
É um encanto, o que escreve.
Bem-Haja.
Sem palavras mais.
Uma forte "explosão" poética maravilhosa e extraordinária.
Bem me queria parecer que nada sei de poesia ao pé de si.
Fantástica. Perfeita. Linda.
Abraço amigo.
Com respeito. SEMPRE!
Fascinado, amiga talentosa, genial e sublime.
Adorei imenso.

pena

A sua amizade é uma honra gigantesca.
É muito linda, entende?
Bem-Haja!

Mai disse...

Oi, amiga,

escrever em blog permite uma proximidade com o escritor, capaz de suscitar atribuições de fato.
sendo assim, embriagar-se seria, por fim, quqerer e ceder.

e sim, você está romântica.

um grande abraço

Dilberto L. Rosa disse...

Fica, no fundo das palavras (ou da garrafa, uma vez que tanto te embriagaste), a dúvida pessoal de ser este texto desacorrentado para um escritor em particular ou para a loucura de um louco em particular (concordo contigo, minha cara: somos todos loucos: alguns recebem por isso, outros, como eu, não!)... De qualquer forma, um lindo texto!

Muito boas as viagens por aqui, entre imagens e palavras: lindas fotografias, ainda mais desta terra tão linda!

Abração!

retrato disse...

Bonitas, são as palavras que libertas do teu, se me permites, sentir interior apaixonado, e que só darão força á reciprocidade do argumentista que, também ele, ficará embriagado, sem dúvidas, para te cativar como personagem principal, não do enredo desse palco, mas sim o outro... o da vida real.

Não temas a embriagez que expressas.

walter disse...

e eu aplaudo de pé a tua embriaguês!

lindo demais!

beijo

walter

paulo disse...

É isso aí Paula
Embriagar-se é preciso, apesar da lucidez...

Beijo

Daniel Savio disse...

Hah, mas as melhores histórias são escritas junto, não apenas por ser o ajudante, ou a ajudante, mas sim parte do elenco principal...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.