quinta-feira, 3 de março de 2011


Então é Natal, e o que você fez? O ano termina, e nasce outra vez.....vai chegando dezembro as ruas se iluminam, toca esta música em quase todas as rádios, começamos a pensar no que fizemos e no que deixamos de fazer, ficamos alegres e também tristes. Não fizemos isso, não fizemos aquilo, o ano foi igual, não mudei.....Não, não se desespere. Ainda está chegando o Carnaval, os batuques já estão na rua, os sambas, os frevos, os axés, as fantasias. Para alguns o ano ainda vai começar, só começa depois do Carnaval, para outros já começou. E para você? É assustador a rapidez dos dias. Já estamos em março. Ainda dá tempo de pensar em você, de pensar no que quer fazer, como vai fazer. Logo chegará dezembro. Então é Natal....o ano termina e nasce outra vez....

12 comentários:

C@urosa disse...

Olá querida e sensível amiga Paula Barros, uma bela reflexão, será que nós estamos vivendo durante o ano o verdadeiro espírito do natal? Será que o menino Deus está em nossos corações? Que o ano seja de paz e harmonia para todos nós.


forte abraço

C@urosa

PS: Bela imagem fotográfica

myra disse...

minha mais que querida Paula, sim os anos passam depressa demais...assim que tem que aproveitar cada segundo...
gosto tanto como voce escreve, acho que ja te disse isto, mas nao faz mal, direi mil vezes!!!
beijosssssssss

EDER RIBEIRO disse...

Paula que sacada essa sua de iniciar a crônica referindo o natal para nos falar sobre a pressa do dia-a-dia, realmente é isso que acontece nos grandes centros urbanos, parece que pegamos um trem bala em janeiro e qdo desembarcamos já é dezembro, e nem percebemos a vida passar. Bjos

mfc disse...

Por cá... continua o carnaval!!!

Jacinta Dantas disse...

Que bom Paula,
apesar da correria, sempre é tempo da gente pensar e fazer o melhor que podemos fazer pela gente mesmo.

Gostei da sua analogia entre o tempo Carnaval X Natal.


Abraços e bom carnaval, com folia ou descanso.

Daniel Hiver disse...

Paula...
O ano tem diferentes marcos. O primeiro do ano propriamente dito. O belo e antigo primeiro de janeiro. Aí (bem como você disse ) o ano novo que começa depois do carnaval. E depois qualquer data de referência dependendo do apelo; se o próprio aniversário, um aniversário de casamento, ou o dia em que aconteceu algo realmente especial e importante.
Mas os dias na verdade são iguais; todos sabemos. E temos de cuidar mesmo da gente. Precisamos respirar o ar dos novos tempos... Sentir as angústias; crescer como ser humano e nos lembrarmos sempre que nunca é tarde para aprender ou voltar a amar.
Um beijo e um abraço e um grande fial de semana.

Daniel Savio disse...

Interessante, mas para quem quer viver realmente, todo dias são bons para lutar pela vida...

Fique com Deus, menina Paula Barros.
Um abraço.

Armindo C. Alves disse...

Quando comecei a ler, até pensei que estava enganado na data. Afinal não e concordo com a oportunidade da analogía.
Ainda bem que falou em coisas mais sérias - o espírito do natal prevalece - e que por momentos esquecamos a fantasia e o "faz de conta".
Por aqui é carnaval o ano inteiro. Com estes políticos e primeiro ministro, é só rir.
Infelizmente alguns vão chorar.

Beijos para si, Paula.

tossan® disse...

Oi Paula, carnaval pra mim não é nada a não ser para fotografar e depois sair de mansinho ( só no Rio e aí o frevo).
O ano aqui no Brasil só começa depois do carnaval até a nossa presidente sumiu, até a inflação quer brincar o carnaval! Já reparou? Quem mandou votar nela? Bela foto noturna! Bj

Raquel disse...

Sempre dá tempo de pensarmos em nós mesmos, mas que façamos isso de vez em sempre para nao ter essa sensação de que o tempo só passa, porque ele passa meeeeeeeesmo!!!!

Adorei seu blog, Paula.

Um abraço, Raquel

Nanda Assis disse...

eu n divido o tempo em anos, e sim em amores. cada novo amor um novo recomeço.

bjos...

Vivian disse...

...Paula querida,

contar o tempo é deixar
de viver os segundos,
os minutos, as horas,
os dias, e isso é
somente o que temos...

bjbj