sábado, 30 de abril de 2011




Poderia te amar
Bem sabes que poderia te amar
E por medo de te amar
Não te amei

Consegui controlar o amor a tempo
No tempo certo, dele crescer por outras vias
De tomar outros caminhos
E se tornar amizade

A distância, os impedimentos
As nossas experiências que são chão, que são raizes
Que é tronco enraizado
Me fez vestir razão

Consegui captar no ser grande
A luz da partilha, a alegria da cumplicidade
O abraço de respeito
Mas parei o crescer da admiração
Antes que esse conjunto se chamasse amor

Admirada da tua beleza interior
Da grandeza do teu ser
Aliviada sorrio
Emocionada escrevo
Poderia te amar



(Esclarecendo, meus escritos não tem sequência lógica. Não tenho só um muso ou uma musa. Sao várias as fontes que me inspiram.)

17 comentários:

Anônimo disse...

que pena.......

Blue disse...

Bela poesia.
Mas poderias deixar fluir.
Troque o
Poderia te amar
por
Quero te amar.

Beijo

Nanda Assis disse...

lindo esse poema, e por não pertencer a ninguém, ele se encaixa a mim, que escrevo apenas p um muso.

bjos...

mfc disse...

Dessas indecisões... nunca recuperamos!

Poeta Mauro Rocha disse...

Mas para que lógica!! Se a beleza esta neste sentido sem sentido que a inspiração traz e fica tão perfeito.

Tenha um ótimo domingo.

Bjs.

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes o medo da dor de amar...faz-nos passar ao lado do que poderia ter sido o momento de uma vida.

Beijinho com carinho
Sonhadora

epee disse...

Poderia... podendo.

¬
Bom domingo, Paula.

myra disse...

poderia...melhor poder!!!!!!!!!!!!
lindissimo, minha querida Paula, beijos milhoes

Samaryna disse...

Paula, o primeiro comentário me intrigou, seria ele o muso?... rsssssssss. Se um dia eu enveredar pela poesia, posso afirmar com toda certeza, gostaria de escrever como você escreve.

"Mas parei o crescer da admiração
Antes que esse conjunto se chamasse amor". Amiga estes versos me tocaram na alma.

Às vezes temos sim de lutar contra nossa vontade, seja ela física ou anímica para não sofrer lá na frente. Deixo o meu afeto e um bom dia de domingo para ti.

Mari Amorim disse...

Quando nossas escolhas são pautadas no bom senso,nos machucamos menos,ainda mais quando sentimos que vamos seguir uma estrada de mão unica,sempre uso a seguinte frase com a pessoa com quem me relaciono,somos pessoas publicas,quando usamos qualquer ferramenta na internet ou em nosso cotidiano,portanto somos responsáveis,por tudo o que cativamos,até mesmo o sorriso desmedido.Quanto ao esclarecimento abaixo amiga,acho desnecessário pois os sentimentos são livres,a forma,e quem so diz respeito a nós,ainda que a leitura tenha RG e CPF!
Boas energias,e sinto alegria em em compartilhar,uma amizade sincera com você.Sua visita me faz feliz!
Um abraço fraterno,
Mari

Ana Lu disse...

Ah meu Deus, esse texto poderia ter sido escrito por mim. Obrigada por ter colocado em palavras!
Beijos

Memória de Elefante disse...

O sofrimento amoroso, a dor mais inspiradora e mais perversa.
Pois a profundidade do sentimento que acaba atinge camadas até então intocadas...
Com sorte e otimismo, com amargor ou ceticismo, cada um inventa a sua própria teoria, calça os seus sapatos, busca seu rumo, abre (ou não) a próxima porta.
E vai nadar contra a correnteza.

Um beijo

Pena disse...

Estimada e Sublime Amiga:
"...Consegui captar no ser grande
A luz da partilha, a alegria da cumplicidade
O abraço de respeito
Mas parei o crescer da admiração
Antes que esse conjunto se chamasse amor..."

Que "coisa" mais enternecedora e linda.
Parabéns sinceros. Tem um sentir de sonho.
Bem-Haja, pela amizade franca e sincera.
Abraço amigo de respeito por si e pelo seu talento majestoso e gigantesco.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, notável amiga.
Maravilhoso.
Adorei.

tossan® disse...

Muso Paula?! Poesia linda, não tenha medo, o medo é o pior dos medos. Beijo

Ilaine disse...

"Um conjunto que se chamasse amor..." Um lindo poema por onde perambula o medo e a vontade de amar. A impossibilidade que poderia ser possível. Uma declaração de afeto, um carinho concreto. Que este amor possa adquirir suas asas... Beijo

Everson Russo disse...

Interessante momento,,,conseguir controlar o amor,,,evitar que ele acontecesse,,,normalmente o amor tem a força de um tornado,,,quando chega,,,é impossivel de controlar,,,muitas vezes esse medo que carregamos no peito,,,de nos machucarmos outra vez,,,de nos entregarmos,,,acaba nos privando dos melhores horizontes da vida,,,grande beijo de bom dia...otima semana pra ti...

BRANCAMAR disse...

Já não tinha que ser...no fundo talvez apenas uma grande admiração, uma grande, enorme amizade.
Por vezes é difícil saber qual a linha de separação entre um sentimento e outro e é tão bom ser amigo de alguém que nos preenche intelectualmente, humanamente e que admiramos!

Quando se ultrapassa a linha é difícil controlar...

Viva a amizade!
Beijinhos