sexta-feira, 22 de julho de 2011





Chego em casa e um vazio se abre em mim, feito uma cratera no asfalto. Enorme e fundo. Abro um sonho de valsa e saboreio, lembro que a vida é feita de sonho. Sonhos lembra você. O pensamento roda, roda e se repete. Sempre me lembrando você nesse círculo vicioso. Ele, o pensamento, vai valsando e sempre você passa neste salão imenso de lembranças e emoções.

A noite se encolhe, porque chove. Sem estrelas, nem lua, nem gente na rua. Na mesa de cabeceira dois livros dialogam, falam das minhas dúvidas, dos vazios, dos mistérios e dos entendimentos. A bíblia e o livro dos espíritos falam das minhas buscas. Ao lado deles, Sêneca observa e me fala do aprendendo a viver. Todos dizem algo, mas foi lendo você que aprendi um pouco mais de mim. Um pouco mais da vida. Você sempre me fazia ver os meus hiatos, e minhas conquistas, através das histórias reais de gente. Me mostrava de forma quase palpável que sonhos movem a vida, que sonhos alimentam a energia vital, que ter um sonho faz superar dores e perdas. E eu sonhei um dia lhe conhecer.

10 comentários:

Paulo Francisco disse...

Os sonhos nos movem para o infinito e nada, nele, é impossível.
Gostei deste texto.
Um beijo grande

myra disse...

... e VAI conhecer!!!!
eu gostaria de saber escrever assim como voce!
tantos beijos e beijinhos

EDER RIBEIRO disse...

O final do seu microconto prova que os sonhos são realiáveis. Bjos.

Vivian disse...

...ainda bem que existem
os 'sonhos de valsa'
para adoçar a ilusão.

bj

Memória de Elefante disse...

Paula!

Cada um de nós tem sua parcela de dons:ensinar, escrever textos, pintar, fazer música,fotografia, limpar uma casa, uma rua, cuidar de velhos doentes, curar corpos e almas...
Ou simplesmente sonhar para que outros sonhem junto, não é isso boa parte do que fazem os artistas - o sal da terra ,como os loucos?


"A ilusão é uma fé desmedida".

Um beijo e bom final de tarde!

Armindo C. Alves disse...

Não sei se é bom ou se é mau, mas nunca aprendi a dançar.
Enquanto o pensamento valsa, ou dá largas a uma rumba, sem sair do meu lugar vou rodopiando ao som da música.
Mesmo sem dançar, escolho o ritmo e trepido os sonhos, em tons de -mi-fa-sol...

Bom fim de semana, para si, Paula.

Beijos.

mfc disse...

...e a gente não pára de procurar! Sempre procuramos...

Sonhadora disse...

Minha querida

Adorei o texto...os sonhos são a ilusão da vida...sem eles anoitecemos a madrugada.

Deixo um beijinho
Sonhadora

tossan® disse...

Todo sonho será realizado, basta não desistir. Todo pier existe alguém que quer conhece-la e você não sabe. Beijo

OceanoAzul.Sonhos disse...

Entre sonhos, luar, estrelas, vivemos e enaltecemos o espírito. As palavras escrevem poesia que alimentam sentires.

Lindo dia para si.
oa.s