domingo, 15 de janeiro de 2012

Tatuagem


série: Emoção com título
Esta série foi criada a partir dos nomes de músicas.Não sei colocar títulos no que escrevo.
(Títulos retirados do youtube, se tiverem errados podem me avisar)


Alguns poemas falam de almas tatuadas pelo amor. De olhos, corações, corpos....tatuados por sentimentos os mais diversos. Este título me faz lembrar que você se fez tatuado em mim através da sua obra de arte. E esta tatuagem só o esquecimento trazido pela senilidade vai apagar. E mesmo em alguns lapsos da memória irei falar de você, com muito carinho, como se você tivesse existido, como se você tivesse sido meu amigo. Meus netos, se os tiver, e os cuidadores vão ter dúvida da sua existência. Pensarão que eu estou inventando você. Não sei se minha filha vai recordar do quanto tenho carinho por você. Talvez ela diga: ela sempre falou dele assim, mas ele nunca quis conhecê-la. Vou querer mostrar a tatuagem que ficou na minha alma. Mas os enfermeiros não vão deixar eu desnudar minha alma. Eles vão dizer: se acalme, você não pode expor sua alma assim. O tempo passou.




Esta série será dividida com o outro blog.

8 comentários:

tossan® disse...

Olá querida Paula, tu não precisas de tatuagens, já tens a alma tatuada. Roubei esta frase, mas foi o que encontrei. Beijo moça

PS: A próxima vez que fizeres um comentário daqueles o meu coração pode pifar...eheheheh...Nada disso ele é forte como o teu.

myra disse...

a tatuagem qualquer que seja, acho que nao vai embora...jamas!
beijos minha querida Paula

Armindo C. Alves disse...

PAULA
Sempre fui contra tatuagens. Não gosto e pronto. É primitivo...
Depois de ler os teus "escritos", belos como sempre, descobri que afinal sou primitivo e estou tatuado dos pés à cabeça, que a minha alma é uma enorme tatuagem. Mais, que essa tatuagem é uma espécie de mapa de vida, são registos indeléveis, que só, talvez, a morte possa apagar.

Bom ler-te. Obrigado.


Ausente por falta de tempo, ou por não saber geri-lo, quero agradecer muito a tua presença, sempre estimulante e encorajadora.
A exposição correu bem. No facebook está uma entrevista que me fizeram.

Beijos.

O Sibarita disse...

Tatuada pela paixão, é? Ô beleza! kkkk O amor é assim, sem percebermos ele tatua e nos deixa entregues... kkkkkkkkk

Fia, nunca é tarde e nunca devemos desistir dos sonhos, sei não, para mim uma hora dessa esse encantado aparece e ai? kkkkkkk

Moça, seu texto e seu poema que está no outro blog se completam e faz um chamamento retado, lá ele haverá de ouvir o canto...

Ô meu Senhor do Bonfim! kkkkk Aproveito, em resposta deixo "Viagem", se rete não, viu? kkkkkk


Viagem

Boa tarde, boa noite, bom dia amor!
Navego em ti nestas margens tão limpas
sob um céu de cor anil.
Meu corpo levita em tuas ondas,
tão cristalinas! Ora verdes, ora azuis...
O meu rumo é o teu destino,
a guiar-me ao néctar da paixão!
Entra! Pois, o frescor da brisa
encarna o sonho de encontrar-te.
Agora, sinto-te... Meu Deus!
Fotografo a ausência do teu rosto,
falta o sorriso, a voz, o perfume...
Tropeço em palavras,
ouço amarelo, penso vermelho!

Relaxo...

Desenho o teu nome geograficamente
em cada lua, em cada canto, em cada rua...
Meus olhos solitários vagueiam
e solitários erram os meus passos!

Ao longe, no cais,
um fio de sol cintila
sobre pelos dourados!
És tu...
Oh, senda dos meus desejos
por quais mares navegastes?

Agora, refaço-me!
E, beija-me os lábios,
em ti, todas as estações,
quem diz e diz é teu olhar...

Eu te beijo céus
eu te beijo luas
eu te beijo estrelas
eu te beijo mar
eu te beijo desejo!

Em nós, os sonhos plantados...

O Sibarita

EDER RIBEIRO disse...

Se estiver tatuado na alma, não a tempo que apaga. Bjos.

Tatiana Moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiana Moreira disse...

O que marca a nossa alma torna-se eterno...

Quando adolescente fiz uma tatuagem de um coração ferido... Cresci e na fase adulta o coração deu lugar a uma linda borboleta de asas abertas a voar!

Um abraço carinhoso

Felippe disse...

perfeito esse post!!!